A SP-Arte busca constantemente criar e reforçar os laços que unem diferentes agentes do circuito das artes. Por isso, incentiva ações voltadas a artistas, curadores, instituições e galerias. São iniciativas que alavancam oportunidades de educação continuada por meio de bolsas de residência no exterior, oferecidas a criadores brasileiros, e suporte financeiro para o desenvolvimento de projetos criativos.

Confira abaixo os prêmios oferecidos durante a SP-Arte 2019, no Pavilhão da Bienal.


Prêmio de Residência
SP-Arte

 

Artista premiado:
Paul Setúbal

premios-delfina-01

Em sua sétima edição, o Prêmio de Residência SP-Arte ofereceu uma estadia de três meses na Delfina Foundation, uma das principais organizações do gênero, sediada em Londres. Os finalistas deste ano foram: Bruno Faria (Periscópio Arte Contemporânea), Daniel Lie (Casa Triângulo), Jaime Lauriano (Galeria Leme A/D), Leticia Ramos (Mendes Wood DM), Paul Setúbal (Andrea Rehder Arte Contemporânea) e Virginia de Medeiros (Galeria Nara Roesler).

Paul Setúbal ganhou a premiação.  “Tenho uma sequência de exposições importantes ao longo deste ano, e a residência veio na melhor hora possível, o momento exato”, diz o artista. A seleção foi feita pelo júri de representantes da Delfina Foundation e da SP-Arte. “Todos os finalistas eram importantes, mas acreditamos que o Paul era quem mais poderia se beneficiar desta oportunidade considerando o estágio de sua carreira e também o estado atual de sua prática”, afirmou Hena Lee, da Delfina.


Prêmio de Arte
Marcos Amaro

 

Artista premiado:
Marcelo Moscheta

premios-marcos-01

Realizado pela Fundação Marcos Amaro em parceria com a SP-Arte, o Prêmio de Arte Marcos Amaro tem como objetivo fomentar a produção artística contemporânea, agraciando artistas em meio de carreira, assim como nomes já consagrados, que tenham uma produção experimental, a partir da inovação em técnicas, suportes e linguagens. Os finalistas de 2019 foram: André Komatsu (Vermelho), Estela Sokol (Anita Schwartz Galeria de Arte), Jonathas de Andrade (Vermelho), Marcelo Moscheta (Vermelho) e Virginia de Medeiros (Galeria Nara Roesler).

O prêmio foi para Marcelo Moscheta. “Para um artista, tem momentos que este tipo de reconhecimento acrescenta muito para dar saltos maiores”, afirmou. Em “Rejeito”, o artista criará o curso de um rio imaginário a partir da replicação de folhas secas em cerâmica, mantendo suas texturas e deformações.


PRÊMIO AQUISIÇÃO
SP-ARTE

 

Artista premiado:
Cristiano Lenhardt

premios-01

O Prêmio Aquisição SP-Arte doou uma das performances que integraram o setor Performance da 15ª edição para a Pinacoteca do Estado de São Paulo. A escolha foi feita pela própria equipe curatorial do museu. Viabilizada pelo Programa de Municipal de Apoio a Projetos Culturais (Pro-Mac), da Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura da Cidade de São Paulo, a ação promoveu a inserção deste tipo de expressão artística em instituições. 

Cristiano Lenhardt (Fortes D’Aloia e Gabriel) foi o ganhador com a performance “Atoritoleituralogosh”.