Conheça as galerias estreantes na SP-Foto 2019

3 jul 2019, 18h57

A SP-Foto – Feira de Fotografia de São Paulo chega à sua 13ª edição firmando-se no calendário da cidade como o evento mais relevante de fotografia. Entre 21 e 25 de agosto, a Feira ocupa toda a área de eventos do Shopping JK Iguatemi com as principais galerias deste mercado artístico, como a Fortes D’Aloia & Gabriel, Galeria Marcelo Guarnieri, Galeria Lume, Luciana Brito Galeria, Silvia Cintra + Box 4, SIM Galeria e Vermelho. Entre os mais de trinta expositores, quatro são novatos no evento. Saiba o que eles preparam para seu ano de estreia!


Almeida e Dale

Tradicional expositora da SP-Arte em abril, a galeria paulistana participa pela primeira vez do evento focado em fotografia. Para essa estreia, a Almeida e Dale traça um paralelo entre as produções do franco-brasileiro Jean Manzon, um dos pioneiros do fotojornalismo no País, e do paraense Luiz Braga. Enquanto Manzon marca presença com uma série realizada durante expedições a tribos indígenas — as imagens foram apresentadas originalmente na revista O Cruzeiro, nos anos 1940 e 1950 —, Braga exibe trabalhos de 1980 e 1990 em que traz à tona o cotidiano da população ribeirinha do Norte brasileiro, tema clássico de sua produção imagética. Todas as edições apresentadas são vintage.


SP-Foto 2019

Sem título, 1950
Jean Manzon

Fotografia
18 x 24 x 1 cm

Carcara Photo Art

Em parceria com a veterana MaPa, a Carcara Photo Art – plataforma dedicada à fotografia, com revista, livraria e galeria focadas nessa linguagem artística – apresenta edições vintage de trabalhos presentes em uma das mais importantes coleções brasileiras, a de Kim Esteve. Integram esse acervo obras de renomados artistas internacionais, como Helmut Newton, amigo pessoal do colecionador, Barbara Leary, David Drew Zingg, Duane Michals, James Stewart-Granger, Larry Clark e Manuel Alvarez Bravo. Entre os brasileiros, destaque para Valdir Cruz, fotógrafo nascido no Paraná, radicado nos Estados Unidos desde os anos 1980.


“Magritte com o chapéu”, 1965
Duane Michals

Impressão em prata gelatina
32 x 22 cm

Galería Zielinsky

Estreante na última edição da SP-Arte, em abril de 2019, a galeria baseada em Barcelona volta ao Brasil em agosto para a SP-Foto. Figuram entre os destaques do estande obras do uruguaio Yamandú Canosa, representante do país sul-americano na Bienal de Veneza. O artista investiga – em diferentes linguagens artísticas, de colagens a fotografias – um conceito ampliado de paisagem, convidando o espectador a habitar tais horizontes, muitas vezes permeados por imagens e palavras. A intenção dele é se utilizar desses aspectos para discutir temas como migração e identidade cultural. A galeria apresenta também outros fotógrafos internacionais, a exemplo dos espanhóis Antoni Abad e Pachi Santiago, e brasileiros, como Leonardo Finotti e Eduardo Marco, este último com uma série realizada em Laos, no sudeste asiático.


“Hay lugar”, 2012
Yamandú Canosa

Fotografia
43 x 55 cm
© Yamandú Canosa / Galeria Zielinsky

Lamb Arts

Originalmente sediada em Londres, a galeria nasceu com o objetivo de promover um intercâmbio entre artistas e práticas curatoriais da Europa e da América Latina, sobretudo no Brasil. Agora, com escritório sediado exclusivamente em São Paulo, a Lamb Arts marca presença no cenário brasileiro com a primeira participação na Feira de Fotografia de São Paulo. Em seu espaço no Jardim Paulista, costuma apresentar mostras curadas com artistas contemporâneos em ascensão.


Artistas Relacionados