sparteeditorial-oquee-artadvisor-02-ABRE
Entrevista

Entrevista com Art Consulting Tool

Marina Dias Teixeira
20 jul 2020, 9h46

O mercado de arte pode parecer um mundo hermético para os que não costumam transitar por entre galerias e coleções de arte, mas existem especialistas dedicados a abrir portas para quem quiser adentrar esse universo de forma convidativa, customizada e assertiva.

Para melhor compreender o papel do art advisor, profissional especializado no mercado de arte, conversamos com três escritórios do ramo parceiros da SP-Arte. Continuando a série de entrevistas, a Art Consulting Tool explica as ramificações do trabalho de art advisory e quais são as possibilidades de assessoria para clientes que buscam uma consultoria customizada em arte. Para sentir um gostinho desse serviço, eles indicam uma seleção de obras disponíveis na SP-Arte 365.

Equipe Advising Act.

O que é art advisory e qual é o seu papel dentro do mercado de arte?

Art Consulting Tool: Art advisory é um serviço de consultoria especializado no mercado de arte. Orientamos pessoas interessadas em comprar e vender arte em sua tomada de decisão e indicamos o melhor caminho a seguir. Aos que se interessam em adquirir obras de arte, esse serviço inclui a prospecção de obras específicas para o cliente e o levantamento de informações de mercado como preço, qualidade, avaliação de condição e autenticidade de obras de arte. Aos que se interessam em vender obras de arte, esse serviço inclui assessoria sobre onde, quando e como vender com o objetivo de maximizar o retorno.

Como e por que nasceu o escritório da Art Consulting Tool?

Act.: A Art Consulting Tool nasceu da demanda de colecionadores, sejam jovens ou experientes, em como navegar de maneira assertiva por um mercado da arte cada vez maior e mais difuso. Isso inclui não só assessoria para comprar e vender obras de arte, como também a gestão de coleções e a organização e planejamento de todos os serviços acessórios especializados como moldura, restauro, frete, seguro e montagem.

Quem são os clientes de um art advisor?

Act.: Os clientes de um art advisor são pessoa físicas ou jurídicas interessadas em formar coleções de obra de arte ou mesmo interessados apenas em comprar uma obra de arte para uma local específico. Ele se aplica desde aqueles que não têm nenhuma experiência no mercado da arte e não sabem por onde começar até grandes colecionadores institucionais com demandas por obras de arte específicas e que necessitam de auxílio para a gestão de suas coleções.

Quais são os principais objetivos da empresa?

Act.: Nossa missão é conectar arte e pessoas, desmistificando o mercado e contribuindo para a construção de um sólido sistema das artes. Acreditamos no potencial da arte como agente transformador e catalisador de experiências reais e queremos levar isso para todas as pessoas. 

Que diferença um art advisor pode fazer na hora de realizar uma compra?

Act.: A partir de nossa expertise, analisamos e compreendemos o funcionamento interno do mercado, buscando as melhores oportunidades para nossos clientes. Mantemos um registro constante das movimentações do mercado e acompanhamos de perto a carreira de inúmeros artistas brasileiros e internacionais. A partir disso, sugerimos aquisições assertivas, construindo coleções de arte duradouras e nunca abrindo mão da preservação de patrimônio. 

Um art advisor garante ao comprador um equilíbrio entre o valor cultural e de mercado de uma obra de arte, assim como os melhores termos de aquisição como parcelamento, frete, instalação e inclusive a melhor estratégia tributária. 

O conceito é relativamente novo no Brasil, quando comparado ao exterior. Como você enxerga isso?

Act.: O serviço de art advisory no Brasil surge na esteira do amadurecimento e profissionalização do mercado da arte nacional como um todo, movimento este muito impulsionado pela feira SP-Arte que iniciou em 2004. Esse fenômeno é um passo natural de um mercado cada vez mais complexo, cuja singularidade reside justamente no fato de que muitos colecionadores e compradores de arte não conseguem avaliar a qualidade da obra de arte e seu respectivo preço sem a orientação de um especialista. Imersos numa miríade de informações e referências, até mesmo o colecionador mais experiente é frequentemente confundido. 

Como o trabalho se desenvolve? Vocês costumam acompanhar artistas e galerias específicos?

Act.: Adaptamos nosso serviço para o perfil de cada cliente, que pode ser muito variável. Assim, acompanhamos artistas e galerias específicos não só no Brasil, mas no mundo todo. Isso também se aplica a leilões de arte. Por fim, estamos presentes nas principais feiras de arte do mundo, pesquisando arte, acompanhando o mercado e conectando nossos clientes com o circuito internacional de arte contemporânea. 

Qual é o primeiro conselho que vocês dariam a um aspirante colecionador?

Act.: Compre um artista que você admira e uma obra que você gosta e que ficaria feliz em conviver com todos os dias. Valorização e especulação nunca devem ser um interesse central.

Confira abaixo as obras da SP-Arte 365 selecionadas especialmente pela Art Consulting Tool


Abdias do Nascimento
“Germinal n. 2: Ankh”, 1969

Acrílica sobre tela

122 x 71 cm


Ana Mazzei
“Ghosts”, 2017

176 x 283 x 124 cm

© Galeria Jaqueline Martins

Geraldo de Barros
“Arizona”, 1975

Esmalte sobre offset a cores sobre papel colado

285 x 150 x 3 cm


Robert Mapplethorpe
“Alistair Butler”, 1980

40 x 50 cm


SP-Arte 2020

Judith Lauand
“Até a morte”, 1969

Acrílica sobre tela

105 x 70 x 3 cm

© Sergio Guerini

Sobre Art Consulting Tool

A Act. é um serviço de consultoria que preenche lacunas no mundo da arte em escala global. Estamos envolvidos com agentes de todo o circuito: colecionadores, galerias, museus, artistas, espaços e instituições independentes. A Act. aconselha coleções públicas ou privadas – recentemente iniciadas ou já estabelecidas – sobre como colecionar, gerenciar e catalogar arte. A empresa ajuda em todos os aspectos da construção de uma coleção, atendendo às necessidades específicas de cada cliente, sempre com discrição e confidencialidade. Formada por uma equipe plural com vasta experiência e conhecimento do setor, a Act. guia na aquisição de obras de arte significativas, de artistas emergentes a estabelecidos.

Aquisições assertivas e preservação do patrimônio são preocupações centrais no trabalho. A Act. procura conectar arte e pessoas e construir comunidades sólidas que convergem para uma nova percepção da arte.


WhatsApp Image 2020-03-19 at 15.09.01

Marina Dias Teixeira é formada em Estudos de Mídia e Cultura pela Universidade de Arte de Londres (UAL). Já integrou as equipes da Fundação Bienal de São Paulo e Sotheby’s Brasil. Hoje é responsável pela área de relações institucionais da SP-Arte. Em paralelo, pesquisa teorias decoloniais e a produção de artistas afro-diaspóricos no circuito de arte contemporânea, com foco em mulheres negras.

Perfil SP‑Arte

Assine e fique por dentro dos principais acontecimentos do mundo da arte