Galeria Nara Roesler abre individual do cubano Alexandre Arrechea e coletiva voltada à vida urbana

2 fev 2017, 10h15

A Galeria Nara Roesler de São Paulo inaugura no dia 04 de fevereiro (sábado), simultaneamente, suas duas primeiras exposições de 2017: uma individual do cubano Alexandre Arrechea, intitulada Refazer, e a coletiva Metrópole.

Em sua primeira mostra no espaço, Arrechea – fundador e membro, entre 1991 e 2003, do coletivo Los Carpinteros – reúne cerca de 30 trabalhos. São grandes murais aplicados diretamente na parede da galeria, desenhos, aquarelas e esculturas.

Concebida como uma grande instalação, Refazer tem trabalhos que dialogam entre si, em analogia ao processo de preparação do solo do campo para o cultivo. “Meu objetivo é desenvolver processos análogos com a pintura, a escultura e a instalação, mantendo as superfícies das obras abertas à possibilidade de serem transformadas outra vez, assim como acontece com os terrenos arados”, diz.

 

Hélio Oiticica, Vik Muniz, Virginia de Medeiros e outros em coletiva

Paralelamente, a galeria recebe também Metrópole, composta por 28 obras de Alberto Baraya, Alice Miceli, Cao Guimarães, Hélio Oiticica, Isaac Julien, Lucia Koch, Marco Maggi, Marcos Chaves, Melanie Smith, Milton Machado, Paul Ramírez Jonas, Paulo Bruscky, Vik Muniz e Virginia de Medeiros.

Com organização de Alexandra Garcia Waldman, a exposição destaca olhares para a cidade e a vida urbana. Brasília, Belo Horizonte, Nova York, Santiago, Amsterdam e Recife são algumas das capitais visitadas.

 

Serviço

Refazer, de Alexandre Arrechea, fica em cartaz até 18 de fevereiro, enquanto Metrópole segue até 25 de março. O endereço: Avenida Europa, 655, Jardim Europa. Você encontra mais informações no site da Galeria Nara Roesler.