Galeria FASS recebe mostra sobre a evolução do retrato fotográfico

18 mar 2015, 20h09

Composta por trabalhos que vão de 1870 a 1960, a mostra “Sala de Retratos – a imagem do outro no acervo da FASS” tem abertura na terça-feira (24) e apresenta um recorte da evolução do retrato fotográfico.

São ao todo 25 retratos definitivos – sendo oito cópias de época – de nomes como German Lorca, Fernando Lemos, Miro, Annemarie Heinrich, Jean Manzon, Man Ray, Martín Chambi, Wilhelm von Gloeden, Julia Margaret Cameron e dos irmãos Carlos e Miguel Vargas Zaconet e Willian e Daniel Downey, além de dois integrantes da Bauhaus, Edmund Collein e Xanti Schawinsky.

Além do critério histórico-formal, que vai ao encontro do olhar do espectador, a seleção das fotografias tem como mote as histórias por trás de cada retrato, da vantajosa parceria entre Man Ray e Marcel Duchamp em Paris nos anos 1920 ao retrato de Alejandro Velasco Astete em meio a autoridades feito por Chambi em Cuzco, em 1925, último registro do aviador em vida.

Completam a mostra retratos de Lygia Fagundes Telles, Willys de Castro e Hércules Barsotti por Fernando Lemos, Arthur Bispo do Rosário por Jean Manzon e uma fotografia da sala de retratos do estúdio dos irmãos Vargas em Arequipa, no Peru.

“Sala de Retratos” fica em cartaz até 30 de abril e pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 11h às 19h, e aos sábados, das 11h às 17h. A entrada é gratuita. Anote o endereço da galeria FASS: Rua Rodésia, 26. Para mais informações, acesse o site do espaço.

 (Com informações da Revista Brasileiros)