10 exposições para aproveitar o mundo das artes em dezembro

11.12.2018 – 10h36

Por Marina Bergamo e Yasmin Abdalla

 

Ainda é tempo de aproveitar o mundo das artes antes do fim do ano. Listamos algumas das mostras em destaque em São Paulo, São Bernardo do Campo, Rio de Janeiro e Brasília. Confira nossa seleção!

 

(1) Gabriel Wickbold, Gabriel Wickbold Studio & Gallery (São Paulo)

O artista e galerista Gabriel Wickbold apresenta a exposição “I Am Light – Você é luz”. Nas fotografias exibidas, fica evidente a técnica que se tornou sua marca registrada – o uso do obturador para descortinar a luz e formar verdadeiras instalações humanas. De 23 de novembro a 31 de janeiro de 2019.

(2) Fernando Vilela, Biblioteca Mário de Andrade (São Paulo)

Permeadas de acontecimentos, memórias e narrativas, as obras de Fernando Vilela na exposição “Enquanto isso” trazem a síntese do pensamento gráfico do artista,  no qual a cidade, o convívio, a agressividade e a crueza da vida se dão em desenhos, instalações e objetos. A realização é da Galeria Marcelo Guarnieri. De 27 de novembro a 24 de janeiro de 2019.

(3) Coletiva, Museu Afro Brasil (São Paulo)

A coletiva “Olhares revelados” reúne 87 fotografias de sete fotógrafos brasileiros: Andrea Fiamenghi, Eidi Feldon, Gil Rennó, Lucila de Avila Castilho, Paulo Behar, Pedro Sampaio e Tuca Reinés. Como sugere o nome, a mostra pretende desnudar aos olhos do espectador a arte da constante busca pelo sentido da imagem no fazer fotográfico. Algo que, segundo o curador da exposição, Silvio Pinhatti, se perdeu no século 21. De 8 de dezembro a 24 de fevereiro de 2019.

(4) Rosana Paulino, Pinacoteca de São Paulo (São Paulo)

Com 140 obras produzidas entre 1993 e 2018, “Rosana Paulino: a costura da memória” encerra o ano dedicado às mulheres na Pinacoteca de São Paulo. A artista, cuja produção aborda situações decorrentes do racismo e dos estigmas deixados pela escravidão que circundam a condição da mulher negra na sociedade brasileira, ganha agora sua maior individual em uma grande instituição do país. A curadoria é de Valéria Piccoli e Pedro Nery. De 8 de dezembro a 4 de março de 2019.

E ainda: Com a exposição “Relance”, Laercio Redondo ocupa o espaço do Octógono e de uma sala expositiva apresentando trabalhos interativos. De 24 de novembro a 25 de fevereiro de 2019.

(5) Pedro Figari e Lucia Laguna, no Museu de Arte de São Paulo (São Paulo)

As exposições de Pedro Figari e Lucia Laguna finalizam o programa em torno das narrativas afro-atlânticas no Masp. Com curadoria de Mariana Leme e Thiago Rocca (Museo Figari), a exposição “Pedro Figari: nostalgias africanas reúne 63 peças que retratam as populações afro-uruguaias como foram imaginadas pelo advogado, político e artista. Já “Lucia Laguna: vizinhança” expõe 21 obras da produção recente da artista carioca (2012 a 2018) e dos três principais temas trabalhados por ela: jardins, paisagens e estúdios. De 14 de dezembro a 10 de fevereiro (Figari) e de 14 de dezembro a 10 de março de 2019 (Laguna).

(6) Claudia Andujar, Instituto Moreira Salles (São Paulo)

A retrospectiva “A luta Yanomami” é fruto de cinco anos de pesquisa e construção a partir do arquivo da fotógrafa Claudia Andujar. Com imagens e documentos inéditos, a exposição reconta a história de luta que transformou um projeto fotográfico em um marco da história visual e política do país. De 15 de dezembro a 7 de abril de 2019.

(7) Coletiva, na OMA Galeria (São Bernardo do Campo)

Como resultado do primeiro Edital OMA de Curadoria, a galeria de São Bernardo do Campo apresenta “Métrica”, coletiva curada pela brasiliense Gisele Lima – vencedora do prêmio. Com obras dos artistas Gustavo Silvamaral, Guilherme Moreira e João Trevisan, a exposição destaca o pensamento em torno da matemática do sensível, levando em consideração as singulares cores e formas da arquitetura da capital brasileira. De 8 de dezembro a 19 de janeiro de 2019.

(8) Coletiva, Museu de Arte Moderna do Rio (Rio de Janeiro)

A exposição “Mulheres na coleção MAR” apresenta um recorte de obras de mais de 150 artistas brasileiras e estrangeiras que integram a coleção do museu. A curadoria foi realizada a partir de um processo colaborativo que envolveu mulheres de todos os setores da instituição e conta com trabalhos de Tarsila do Amaral, Beatriz Milhazes, Louise Bourgeois, Jenny Holzer e Vânia Mignone. De 16 de novembro a 1 de abril de 2019.

(9) Almandrade, Luciana Caravello Arte Contemporianea (Rio de Janeiro)

Importante nome da poesia visual e da arte experimental no Brasil, Almandrade apresenta uma síntese de sua trajetória de mais de 45 anos na mostra “Investigações visuais”. Entre as obras apresentadas, estão trabalhos raros, pouco vistos ou só apresentados na época em que foram produzidos. De 4 a 21 de dezembro.

Confira também a exposição de Zanini de Zanine.

(10) Matias Mesquita, Referência Galeria de Arte (Brasília)

Em “Intempéries permanentes”, Matias Mesquita dá continuidade à pesquisa com materiais de construção, estruturais e arquitetônicos, ampliando o leque de suportes possíveis para receber sua pintura. São nas imagens do cotidiano que o artista se inspira para desenvolver seus trabalhos – que têm um caráter híbrido, entre instalação, escultura e pintura. De 8 de dezembro a 23 de fevereiro de 2019.

Aproveite ainda a exposição “Ultramar”, do coletivo Em Branco, formado pelos artistas Adriana Rocha, Ana Michaelis, Celso Orsini, Cris Ioschpe, Patricia Furlong e Reynaldo Candia.

 

Em busca de outras exposições? Veja mais aqui!

#respirearte