Dan Galeria

São Paulo, Brasil


Sobre

A Dan Galeria foi fundada em 1972, em São Paulo, por Gláucia e Peter Cohn, com o objetivo de desenvolver a arte brasileira e seu mercado. Nos primeiros anos de atividade, a galeria concentrou-se exclusivamente na Arte Moderna Brasileira, apresentando obras de importantes artistas do Movimento Modernista de 1920, tais como: E. di Cavalcanti, Antônio Gomide, Ismael Nery, Tarsila do Amaral e Cícero Dias. Depois disso, artistas do Grupo Santa Helena (1930/1940) Aldo Bonadei e Alfredo Volpi, foram incorporados pela galeria.
Aos poucos, artistas brasileiros concretos e neoconcretos começaram a desempenhar um papel importante na história da galeria: Lygia Clark, Lothar Charoux, Luiz Sacilotto, Fiaminghi, Alexandre Wollner, Almir Mavignier e Ferreira Gullar. A abstração informal de 1960 foi representada na galeria por Antônio Bandeira e Yolanda Mohalyi.
Em 1985, Flávio Cohn, filho do casal fundador, juntou-se à galeria criando o Departamento de Arte Contemporânea, que ele dirige desde então. Assim, foi aberto espaço para muitos artistas contemporâneos tanto brasileiros, como internacionais, fortemente representativos de suas respectivas escolas. Posteriormente, Ulisses Cohn também se associa à galeria completando o quadro de direção da mesma.
Nos últimos vinte anos, a galeria exibiu: Macaparana, Sérgio Fingermann, Amélia Toledo, Ascânio MMM, Laura Miranda e artistas internacionais: Sol Lewitt, Antoni Tapies, Jesus Soto, César Paternosto, José Manuel Ballester, Adolfo Estrada, Juan Asensio, Knopp Ferro e Ian Davenport.
Mestres de concreto internacionais também fizeram parte da história da Dan, tais como: Max Bill, Joseph Albers e os britânicos Norman Dilworth, Anthony Hill, Kenneth Martin e Mary Martin.
Dan Galeria incluiu mais recentemente em sua seleção, importantes artistas concretos: Francisco Sobrino, François Morellet e Getúlio Alviani; bem como os artistas geométricos abstratos históricos - Sandu Darié, Salvador Corratgé, Wilfredo Arcay e Dolores Soldevilla, só para mencionar alguns dos cubanos do grupo Los Once (The Eleven).
Nestes últimos dois anos, o fotógrafo brasileiro Christian Cravo, os artistas José Spaniol e Teodoro Dias (Brasil); os internacionais, Tony Cragg (G. Bretanha), Lab [AU] (Bélgica) e Jong Oh (Coréia) se juntaram ao departamento de Arte Contemporânea da galeria.
A Dan Galeria sempre teve por propósito destacar artistas e movimentos brasileiros desde o início da década de 1920 até hoje. Ao mesmo tempo, mantém uma relação próxima com artistas internacionais, uma vez que os movimentos artísticos historicamente se entrelaçam e dialogam entre si sem fronteiras.

Direção

Peter Cohn


Artistas



Exposições


Como Chegar

São Paulo
R. Estados Unidos, 1638
01427 002
São Paulo, SP
ulissescohn@dangaleria.com.br