Balanço
2019


A fotografia foi o centro da cena cultural da cidade de São Paulo na última semana. Entre os dias 21 e 25 de agosto, a SP-Foto recebeu artistas, colecionadores, curadores e interessados por fotografia no Shopping JK Iguatemi. Entre as novidades da edição, destaca-se a estreia do setor Editorial com nove editoras que realizaram dez lançamentos de livros.

Já o Talks, ciclo de palestras com especialistas nacionais e estrangeiros, recebeu número recorde de espectadores – cerca de 450 visitantes aproveitaram as conversas. Mesmo com menos horas de evento, a SP-Foto recebeu mais de 15 mil pessoas. Entre elas, fotógrafos como Ana Maria TavaresRochelle CostiMauro Restiffe, German Lorca e Caio Reisewitz prestigiaram o evento, e especialistas como Margot Norton (curadora New Museum), Simon Baker (diretor Maison Européenne de la Photographie), João Fernandes (diretor artístico Instituto Moreira Salles), Emmanuelle De L’Ecotais (curadora da exposição de Man Ray, no CCBB) e Barbara Tannenbaum (curadora de fotografia Museu de Cleveland) navegaram pelos estandes da Feira.


Destaques

A 13ª edição contou com 44 expositores e estreias nacionais e internacionais. A Zielinsky (Espanha), que participou pela primeira vez da SP-Foto, apresentou o italiano Antoni Abad e o uruguaio Yamandú Canosa – ambos já participaram da Bienal de Veneza. A LAMB Arts (Reino Unido) expôs artistas emergentes como Tinko Czetwertynski
Gleeson PaulinoKate BellmRuben Brulat e Fabricio Brambatti. Outra estreia foi da tradicional Almeida e Dale Galeria de Arte, que em conjunto com a Leme/AD, apresentou mais de cinquenta obras de Jean Manzon e Luiz Braga.

A veterana Vermelho expôs trabalhos de Marcelo Moscheta e Cinthia Marcelle, além da obra de grande dimensão “Airshaft para Piranesi X”, da série “Tautorama”de Ana Maria Tavares – uma das vendas mais importantes da 13ª SP-Foto. Com trabalhos de artistas brasileiros e internacionais, como Paulo NazarethAnna Bella Geiger, Sofia Borges e Francesca Woodman, cujas fotografias venderam no primeiro dia de evento, a Mendes Wood DM teve uma boa performance na Feira. O alemão Helmut Newton foi outro nome internacional em destaque nesta edição. Apresentada pela MaPa, uma fotografia que o artista fez de David Bowie foi adquirida logo na abertura do evento.


Imersão profissional

Programa promovido pela SP-Foto há anos, a imersão profissional já recebeu a curadora do departamento de fotografia do MoMA, Sarah Meister, além de nomes como Jeff Rosenheim (Metropolitan Museum), Brett Rogers (The Photographer’s Gallery), Artur Walther (The Walther Collection), Malcolm Daniel (Museum Fine Arts Houston) e Michael Famighetti (Aperture Magazine). Por meio de visitas a instituições culturais, galerias e ateliês, a SP-Foto promoveu a aproximação desses museus, publicações e coleções internacionais à produção artística brasileira.

Em 2019, curadores de cinco países distintos fizeram parte do programa de imersão. Margot Norton (New Museum), Simon Baker (Maison Européenne de la Photographie), Tanya Barson (MACBA), Julieta González (Jumex), Barbara Tannenbaum (Cleveland Museum), Elizabeth Cronin (New York Public Library) e Sophie Hackett (Art Gallery of Ontario) aterrissaram em São Paulo a convite da SP-Foto e visitaram galerias como Nara RoeslerFortes D’Aloia & GabrielMendes Wood DM e Lume, além de ateliês de diversos artistas, tanto nomes representados por galerias, como independentes. Entre as instituições culturais visitadas, estiveram MASPIMS e MAM-SP.


Talks

Para além de contato com a cena artística, os curadores internacionais dividiram suas experiências profissionais com o público em programação gratuita da SP-Foto. Em diálogo com especialistas nacionais, Margot Norton (New Museum), Barbara Tannenbaum (Cleveland Museum) e Julieta González (Jumex) se apresentaram no Talks da 13ª SP-Foto.

O arquiteto Guilherme Wisnik e a curadora do New Museum Margot Norton conversaram sobre o impacto das transformações digitais sobre a imagem e, consequentemente, sobre a fotografia como a conhecemos. Barbara Tannenbaum (Cleveland Museum) e o galerista Mario Cohen dialogam sobre a evolução da fotografia dentro do mercado da arte e sua subsequente valorização. Em outra conversa, Julieta González (Jumex) analisou as intersecções entre a fotografia e a arte contemporânea, ao lado do jornalista Ronaldo Entler.

Meet the Artists, estreia da 12ª SP-Foto, retornou em 2019 para aproximar ainda mais o público da produção de fotógrafos brasileiros. Mauro Restiffe, artista que possui trabalhos em importantes coleções públicas, como Inhotim, MAM-SP e Tate Gallery (Londres), conversou com o público no último dia do evento. Bárbara Wagner & Benjamin de Burca, representantes do Brasil em importantes mostras internacionais como o Skulptur Projekte Münster (2017) e a 58ª Bienal de Veneza (2019), e Pedro Sotero, diretor de fotografia que trabalha em parceria com a dupla, também se apresentaram em um papo íntimo com os visitantes da Feira.


Fotografia e literatura

Programação inédita desta edição, a SP-Foto lançou, em parceria com a Escrevedeira, encontros sobre a relação entre fotografia e literatura. Nas conversas, profissionais da escrita convidaram fotógrafos renomados a falarem sobre autores e livros que influenciaram sua produção imagética.

Os três encontros do ciclo promoveram diálogos entre Alberto Martins e Maureen BisilliatMatinas Suzuki Jr. e Bob Wolfenson e, por último, Noemi Jaffe e Cristiano Mascaro. Os encontros aconteceram entre a sede da Escrevedeira, na Vila Madalena, e a SP-Foto, no JK Iguatemi.


Setor Editorial e Museus

Pela primeira vez, a SP-Foto construiu um setor dedicado às principais editoras voltadas a produção de fotolivros e outras publicações relacionadas ao fazer fotográfico. A proposta foi oferecer prints e livros especiais com valores acessíveis ao público. Editoras com forte presença no mercado, como a Cobogó e a Taschen, participaram da 13ª SP-Foto ao lado de: BEĨ Editora, Editora Madalena, Fotô Editorial, Lovely HouseTerra VirgemVento Leste e YOW. Por meio de cuidadosa seleção de editoras, a SP-Foto ofereceu livros que colaboram com a formação do público que visita a Feira.

MASP debutou na Feira com os catálogos de suas principais mostras, como “Foto Cine Clube Bandeirante: do arquivo à rede”. E o MAM retornou ao evento com seu tradicional Clube de Fotografia, uma assinatura anual com edições limitadas de importantes fotógrafos brasileiros.


Visitas guiadas

A 13ª SP-Foto ofereceu percursos temáticos para um público interessado em conhecer as histórias por trás das obras e dos artistas apresentados na Feira. Elaborados e guiados pelos especialistas Paola Fabres, Isabella Lenzi e Gustavo Colombini, os quatro roteiros exclusivos – breve história da fotografia, fotografia e modernidade, cidades e natureza, corpos e identidades – convidavam o visitante a uma imersão no mundo da fotografia e nas reflexões que circundam esta linguagem. As visitas guiadas aconteceram gratuitamente em todos os dias de Feira e receberam mais de 350 pessoas.


Circuito Ateliês Abertos

O Circuito Ateliês Abertos cresce a cada ano e nesta 13ª edição da SP-Foto, o Atelier do Centro, Pivô e Residência Artística FAAP, localizados no bairro da República, passaram a integrar o circuito. Participaram também os já tradicionais estúdios coletivos da Vila Madalena, Hermes Artes Visuais, Projeto Fidalga, Fonte e Vão – Espaço independente de arte, que abriram as portas para o público conhecer de perto os processos de artistas ligados ao universo fotográfico e da imagem.