sparte2020-site-talks-pivo-horizontal
SP-Arte

Em parceria com o Pivô, Talks da 16ª SP-Arte tem formato de grupo de trabalho

SP-Arte
5 Mar 2020, 6:56 pm

Please note: SP-Arte 2020 has been suspended due to force majeure. Soon, find out more about the São Paulo International Art Festival 17th edition, which will be held from 12th to 16th of May, 2021.

Na 16ª SP-Arte, o Talks está diferente. Em parceira com o espaço autônomo de arte Pivô, a programação de 2020 transpõe os muros do Parque Ibirapuera para ocupar o centro da cidade em encontros gratuitos formatados a partir de um grupo de trabalho. A convite das instituições, as conversas que acontecem nos dias 28 e 29 de março, no espaço do Pivô (Edifício Copan), serão organizadas e mediadas pela curadora e pesquisadora Ana Pato, que propõe uma discussão compartilhada sobre possíveis intersecções entre arte, economia,  imaginário político e espaços reconhecimento.

O encontro “Arte e economias: práticas de negociação” busca imaginar, coletivamente, outras possibilidades para a transformação econômica a partir da prática de artistas. Com o intuito de expandir o diálogo entre artistas, pesquisadores e público, o formato de seminário dará lugar a um grupo de trabalho, em dois dias de discussões abertas ao público.[CF1] 

Desenvolvidos desde 2014 por Ana Pato como um programa de ação curatorial, os grupos de trabalho reúnem artistas e pesquisadores em torno de uma discussão comum. As questões apontadas nos encontros desdobram-se em publicações, artigos, pesquisas e projetos de exposição, como na 3ª Bienal da Bahia (2014) e na exposição coletiva Meta-Arquivo: 1964-1985 (2019). Para o novo grupo de trabalho, que se constituirá durante a 16ª SP-Arte, a pesquisadora diz esperar que o encontro “possa, a partir da construção de um arquivo comum, funcionar como um laboratório para pensarmos, juntos, outras práticas econômicas”.

Nesta edição, os participantes serão: Aarea, Agrippina R. Manhattan, Bruno Moreschi, Clarissa Diniz, Daniel Jablonski, Julieta Aranda, Legítima Defesa, Pedro Victor Brandão, e Renata Lucas. [CF2] Durante as conversas, as paredes do Pivô serão cobertas de referências textuais e imagéticas e estudos de caso selecionados pelos participantes do grupo para fomentar as discussões. As falas serão registradas coletivamente e poderão gerar futuros desdobramentos.

Grupo de trabalho na 3ª Bienal da Bahia (2014) (Foto: Alfredo Mascarenhas)
Grupo de trabalho da exposição "Meta-arquivo: 1964-1985. Espaço de escuta e leitura de histórias da ditadura" (Sesc Belenzinho, 2019) (Foto: Julio Kohl)

Sobre Ana Pato

É curadora, pesquisadora e professora. Doutora pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. Em suas pesquisas, dedica-se às relações entre arte contemporânea, arquivo e memória. Foi curadora da coletiva “Meta-arquivo: 1964-1985. Espaço de escuta e leitura de histórias da ditadura” (Sesc Belenzinho, 2019));  do 20º Festival de Arte Contemporânea SESC_Videobrasil (Sesc Pompeia, 2017), e da individual “Quanto pesa uma nuvem?” (2016), de Giselle Beiguelman. Foi curadora-chefe da 3ª Bienal da Bahia (2014), pesquisadora-associada do Museu de Arte Moderna da Bahia (2015) e diretora da Associação Cultural Videobrasil, onde trabalhou entre 2000 e 2012. É autora do livro “Literatura expandida: arquivo e citação na obra de Dominique Gonzalez-Foerster” (2012).

Sobre o Pivô

Fundado em 2012, o Pivô é um espaço de arte autônomo que oferece uma plataforma para a experimentação artística e o pensamento crítico de artistas, curadores, pesquisadores e público em geral. No Pivô, artistas e curadores são incentivados a responder às especificidades da arquitetura da instituição – um espaço previamente abandonado de 3.500m² dentro de um dos edifícios mais emblemáticos de São Paulo, o Copan, projetado por Oscar Niemeyer – e seu contexto desafiador. O programa é composto por exposições, residências, palestras públicas e publicações de artistas locais e internacionais. A instituição já realizou mais de 150 residências nos últimos anos e os recentes comissionamentos incluem os artistas Katinka Bock, Eduardo Navarro, Erika Verzutti, Mário Garcia Torres, Letícia Ramos, Rodrigo Hernandez e a mostra coletiva “imannam” de Ana Maria Maiolino, Ana Linneman e Laura Lima.

Talks em 2019

Durante três dias de Festival, o Talks reuniu no auditório do MAM sete painéis com especialistas de perspectivas diversas – curadores, artistas, pesquisadores, gestores de instituições e colecionadores – para trocar conhecimentos com o público curioso em descobrir mais sobre o mundo da arte. O repertório levantado pelos convidados e a pluralidade dos assuntos abordados marcaram essa edição das conversas. É possível assistir às discussões aqui.

SP‑Arte Profile

Subscribe and stay in touch with the main events in the world of art