Sem título (1975), Joan Jonas executando a performance "Twilight" (Foto: Arte que Acontece / Divulgação)
Virtual

Programação cultural na internet

Barbara Mastrobuono / Giovana Christ
20 mar 2020, 16h33

Neste momento sem precedentes da história humana, vemos um fechamento em massa de instituições culturais e galerias em tentativa de barrar o avanço da COVID-19. Em paralelo, esforços estão sendo feitos para preencher o vazio criado por essas portas fechadas, com programações virtuais pensadas para a quarentena. Com o intuito de ajudar você a melhor navegar essas programações, reunimos aqui algumas delas, na esperança de que ajudem a manter a cultura um pouco mais perto de nós nesse momento de isolamento social. Essa matéria será atualizada a medida que mais programações forem subindo ao ar.

Acima: Sem título (1975), Joan Jonas executando a performance "Twilight" (Foto: Arte que Acontece / Divulgação)


Pinacoteca de São Paulo

#pinadecasa

 

Todos os dias pela manhã a Pinacoteca de São Paulo posta em seu Instagram uma obra de seu acervo, acompanhada de informações e curiosidades explicadas pelos curadores do museu. Nos stories, também revisitam exposições e compartilham lembranças dos visitantes.


Masp

 

O Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, além de estar atualizando suas redes como Facebook e Instagram, oferece duas ótimas plataformas de aprendizado: pelo canal de Youtube do museu é possível assistir a seminários e aulas realizados no auditório; e, por meio do aplicativo Masp Áudios você tem acesso a comentários sobre 170 obras do acervo. Os áudios são narrados por curadores e convidados especiais.


Instituto Tomie Ohtake

 

Em seus stories, a instituição está abrindo o acesso aos arquivos digitais da publicação educativa da exposição “Murakami por Murakami”, feita pelo Núcleo de Cultura e Participação, e que se encerrou dia 22 de março. Você também terá acesso a audioguias sobre obras selecionadas da exposição, e um arquivo em vídeolibras. Não deixe de conferir também o Amplitudes, podcast gratuito do Instituto Tomie Ohtake sobre cultura, educação e artes nacionais. O podcast está disponível no site


Instituto Moreira Salles

 

Além de uma produção prolífica em seu site institucional no que tange acervo e programação, o IMS abarca ainda o Mais IMS, diretório de sites e blogs feitos por setores do IMS e parcerias. São sites como Discografia brasileira, onde você encontra playlists só com jóias nacionais (tal qual “Sambas na quarentena”, que reúne as dez mais de Ary Barroso); a Rádio Batuta, que tem desde playlists e entrevistas até documentários – a exemplo do documentário sobre Stephen Sondheim, compositor da Broadway; e blogs afiliados às publicações ZUM e Serrote, com textos críticos que desdobram as questões das revistas. 


Casa das Rosas

#culturaemcasa

 

Começando dia 19 de março, a Casa das Rosas passa a apresentar uma programação exclusivamente virtual, com indicações de leitura, sugestões de filmes e dicas para escritores, entre outros conteúdos. A programação virtual está disponível em suas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter


Fortes D’Aloia & Gabriel

 

A galeria está postando, em seu Instagram, recomendações de livros feitos pelos artistas que integram sua coleção. É possível ver indicações de nomes como Leda Catunda e Luiz Zerbini para saber o que ler neste momento de recolhimento.


Zipper Galeria 

 

As exposições individuais “Museu de novidades”, de Marcelo Tinoco, e “Na raiz / caminho / pelos laços / passarinho”, de Vitor Mizael, estão abertas para visitação online. São várias as opções de visualização, incluindo parede a parede, ou um vídeo 3D que te leva pelos diferentes andares da galeria.


Galeria Jaqueline Martins

 

A galeria está disponibilizando em seu site e em suas plataformas sociais, como o Instagram, obras de vídeoarte de seus artistas para a visualização do público. No Instagram, os vídeos são acompanhados de curtos textos que explicam a importância da obra e do artista.


Kogan Amaro

 

Os artistas representados pela galeria estão fazendo takeover do Instagram, cada um compartilhando conteúdos especiais. 


SIM Galeria

 

Em parceria com a Simões de Assis Galeria de Arte, a SIM Galeria publica em seu Instagram a série “Percursos da arte: do moderno ao contemporâneo”. Nela, serão traçadas as trajetórias de artistas da galeria, contextualizando seus trabalhos na história da arte brasileira. O conteúdo será atualizado diariamente.


Galeria Athena

#MeetAthenaArtists

 

Como forma de aproximar o público de sua produção, a Galeria Athena se usa de seus stories e feed de Instagram para revisitar virtualmente exposições que foram sediadas em seu espaço, além de divulgar a série #MeetAthenaArtists, na qual apresentam em maior detalhe artistas e suas produções.


Mendes Wood DM

 

Assinando a newsletter da galeria, você recebe toda semana informações sobre os trabalhos de vídeo do acervo, além de ter a oportunidade de assistir ao material. Cada semana será disponibilizado um trabalho novo, que fica no ar de sábado de manhã à domingo de noite. Assine a newsletter no site da galeria.


Galeria Superfície

 

Todas as terças e quintas, a Galeria Superfície promove o “Ao vivo com”, uma conversa entre dois convidados do mundo das artes para falar sobre processos artísticos, espaços independentes e outros assuntos diversos. As conversas duram 30 minutos, e acontecem em lives no perfil de Instagram da galeria.


Fábrica de Arte Marcos Amaro

 

A instituição localizada em Itu, interior do Estado de São Paulo, onde por muitos anos funcionou uma indústria têxtil, abriga a coleção do artista Marcos Amaro e promove diversos eventos culturais. Durante a recomendação de isolamento social, a Fábrica de Arte tem criado um conteúdo especial sobre seu próprio acervo e exposições nas redes sociais. Acesse o canal no Youtube para conferir materiais sobre a exposição do artista Bispo do Rosário, de Louise Bourgeois e ter acesso a uma parte do acervo do instituto.


Pivô

 

Enquanto o espaço permanece fechado, será exibido o filme “Zero” na vitrine do prédio das 14h às 4h, todos os dias. A obra faz parte da exposição “República”, que traz um recorte da produção do artista Luiz Roque dos últimos dez anos. Além disso, o primeiro ciclo de residências do Pivô continuará acontecendo remotamente e terá algumas atividades abertas ao público, que serão anunciadas em breve. Ainda, no dia 2 de abril será realizada a palestra “As condições de produção do artista”, com a artista e pesquisadora Flora Leite pela plataforma Zoom. As inscrições da atividade são feitas aqui.


Galeria Jaqueline Martins

 

Foi lançada a primeira edição do Programa de Vídeo, projeto concebido em parceria entre a curadora Mirtes Marins de Oliveira e a equipe da Galeria, com o objetivo de proporcionar novas camadas de leitura e interpretação à obras selecionadas do acervo. Na primeira edição, é apresentada a artista Letícia Parente com a obra “In” (1975) articulada à trechos de “A Paixão Segundo G. H.” (1964), de Clarice Lispector. A intersecção dos trabalhos está no cenário que tem como foco o guarda-roupa, incorporado metaforicamente pelas duas artistas como espaço de restrição e também de perda da individualidade. O material completo pode ser acessado aqui.


Galeria Leme

 

Através de lives no Instagram, artistas estão apresentado a produção de suas obras diretamente de seus ateliês. O projeto começou a participação das artistas Nadia Taquary e Vivian Caccuri, ambas representadas pela galeria. Fique de olho na conta da Galeria Leme.


Itaú Cultural

 

A mostra “Sandra Cinto: das ideias na cabeça aos olhos no céu”, encerrada durante o período de isolamento social, pode ser visitada a partir de 6 de abril no site. Com curadoria de Paulo Herkenhoff e presente em três andares da organização, a mostra foi transposta para o digital por meio de uma câmera 360 graus, que dá liberdade para o visitante se mover livremente pelos espaços, tendo uma visão completa da exposição.


Bianca Boeckel Galeria

 

Dentro de sua conta do Instagram, a equipe da Bianca Boeckel Galeria está promovendo o projeto “Artista fala de artista”, composto de vídeos de artistas explicando conceitos das artes visuais e comentando as obras de outro profissional. Os participantes serão: Alice Gelli, Bruno Passos, Camila Alvite, Carol Nogueira, Eva Soban, Gabi Gelli, Giovanna Nucci, Katia Wille, Marcelo Greco, Nelson Porto, Paula Klien, Pico Garcez, Ricardo Becker, Solferini, Thomas Baccaro, Virgilio Neves e Will Sammpaio, que revezarão entre analisar e serem analisados pelos companheiros de profissão. Os vídeos estarão disponíveis no perfil da galeria.


MAM

 

O #MAMonline reúne ações artísticas, culturais e educativas que nos convidam a refletir durante este momento de isolamento social. No site do Museu, é possível visitar mostras exibidas nos últimos anos na instituição por meio dos tours virtuais, como também acessar as narrativas do Google Arts&Culture. Nas redes sociais, o MAM se dedica a projetos compartilhando a história do Museu, divulgando artistas, interagindo com o público por meio de quizzes, contações de histórias e brincadeiras para crianças, dicas de leituras e programação cultural online semanal.


Galeria Lume

 

Para incentivar a produção artística e estimular a criatividade a Galeria promove uma ação inédita em suas mídias sociais. Até 2 de maio, pessoas são convidadas a produzir fotografias e vídeos para o concurso “Quarentena com Lume”. Para participar, basta postar no feed do Instagram uma fotografia ou vídeo feitos com celular, marcar o perfil da Lume e a hashtag #isoladosmasnuncasozinhos. As produções serão avaliadas pela equipe da Galeria e por jurados convidados e os vencedores ganharão obras de artistas representados pela Galeria e terão suas criações expostas em uma mostra coletiva no Anexo Lume. Participe!


Dan Galeria

 

A exposição online da galeria, “Mulheres à frente”, reúne nome como Anita Malfatti, Beatriz Milhazes, Denise Milan, Lygia Clark, Raquel Kogan, Tarsila do Amaral e Tomie Ohtake. É possível ver a seleção curada por Paula Braga no vídeo de divulgação da mostra e no catálogo disponibilizado pela galeria.


Arte que Acontece

 

A plataforma tem investido em diversas atividades online durante o período de isolamento. Todas as quintas, a AQA produz salas de discussão na plataforma Zoom contando com convidados especiais e abordando temas como mercado de arte, moda, instituições de arte no Brasil e arte em tempos de crise. Além disso, durante a semana também acontecem indicações de livros no site, playlists de artistas e lives no Instagram com entrevistas galeristas e players do mundo das artes.


liki

Barbara Mastrobuono é editora, tradutora e pesquisadora. Trabalhou em casas editoriais como Editora 34 e Cosac Naify, e atuou como coordenadora editorial da Pinacoteca de São Paulo. Entre os títulos que traduziu estão “Tunga, com texto de Catherine Lampert; “Poesia Viva”, de Paulo Bruscky, com texto de Antonio Sergio Bessa; e “Jogos para atores e não autores”, de Augusto Boal. Defendeu sua dissertação de mestrado pelo departamento de Teoria Literária da Universidade de São Paulo, e conta com textos publicados em revistas de conteúdo cultural como a Amarello. Atualmente é editora-chefe da SP-Arte.


Giovana Christ é estudante de jornalismo (ECA–USP), entusiasta do carnaval brasileiro e apaixonada por todos os tipos de manifestações culturais. Faz parte da equipe editorial da SP-Arte.

Perfil SP‑Arte

Assine e fique por dentro dos principais acontecimentos do mundo da arte