(Montagem: Felipe Chodin)
Música

Músicas para inspirar

Barbara Mastrobuono
17 jan 2020, 14h53

Caminhamos, a passos lentos, para a metade do primeiro mês do ano. De repente, já não é tão fácil achar assento vazio no ônibus, e uma cidade que estava vazia retoma sua topografia de trânsito e filas. As ondas do mar e chamados de bem-te-vi se tornam memórias distantes. O seu bronzeado, conquistado a tanto custo, já fez as malas e partiu dessa pra melhor. 

Pois não tema. O primeiro mês é sempre o mais difícil. Logo, logo, o barulho do teclado vai parar de te incomodar e você vai entrar de cabeça na correria do dia a dia. E, enquanto esse momento não chega, pedimos para três artistas criarem playlists especiais para compartilharmos com você, se usando de músicas que ouvem no ateliê, em momentos de inspiração, e nas andanças da vida. Tom Zé, Daft Punk, The Supremes, Ricky Martin, Nação Zumbi, Velha Guarda da Portella. Tem para todo mundo, e música o suficiente para dançarmos até chegar o Carnaval.

Com vocês, Marcius Galan, Lenora de Barros e Marina Rheingantz.

Acima: (Montagem: Felipe Chodin)


Marina Rheingantz


Lenora de Barros


Marcius Galan


liki

Barbara Mastrobuono é editora, tradutora e pesquisadora. Trabalhou em casas editoriais como Editora 34 e Cosac Naify, e atuou como coordenadora editorial da Pinacoteca de São Paulo. Entre os títulos que traduziu estão “Tunga, com texto de Catherine Lampert; “Poesia Viva”, de Paulo Bruscky, com texto de Antonio Sergio Bessa; e “Jogos para atores e não autores”, de Augusto Boal. Defendeu sua dissertação de mestrado pelo departamento de Teoria Literária da Universidade de São Paulo, e conta com textos publicados em revistas de conteúdo cultural como a Amarello. Atualmente é editora-chefe da SP-Arte.

Perfil SP‑Arte

Assine e fique por dentro dos principais acontecimentos do mundo da arte