sparte2020-destques-setores-performance-880x448 copy
Performance

Marcos Gallon volta à curadoria do setor Performance na SP-Arte 2020

SP-Arte
29 jan 2020, 17h17

Pela segunda vez, a curadoria de Marcos Gallon, diretor artístico da Verbo – Mostra de Performance Arte, dá o tom ao setor Performance na SP-Arte. Enquanto no ano passado as ações escolhidas por ele refletiam sobre as ferramentas e estratégias que cada artista utiliza para criar uma obra dessa natureza, em 2020, as performances evidenciam o papel do artista como agente crítico e propositor de transformações.

“Espalhados pelo Pavilhão da Bienal, os cinco trabalhos selecionados levantam debates políticos latentes, seja através da vivência dos artistas, seja na proposta da obra em si. As performances seguem ainda diferentes modos de documentação, possibilidades de aquisição ou distintas apresentações do corpo do artista”, afirma o curador.

Novamente, a aquisição por parte da SP-Arte de uma das cinco ações integra o programa. O trabalho será adquirido e doado à Pinacoteca de São Paulo. Em 2019, a performance “Atoritoleituralogosh”, de Cristiano Lenhardt (Fortes D’Aloia & Gabriel), foi a vencedora do Prêmio Aquisição SP-Arte e integra agora o acervo da instituição. O objetivo é reforçar a presença da performance nos contextos comercial e institucional da arte. “Pretendemos apresentar a pluralidade de dinâmicas que constitui o campo da Performance Arte, evidenciando questões como sua inserção em coleções públicas ou privadas”, ressalta Gallon.

O curador

Possui graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Como bailarino e coreógrafo trabalhou em várias companhias de dança em São Paulo. De 1993 a 1996, assumiu o cargo de Administração da Cia. Terceira Dança em São Paulo. Viveu quatro anos em Berlim (1997-2001), onde ampliou sua pesquisa no campo da dança contemporânea, tendo desenvolvido vários trabalhos junto a coreógrafos da cena local. Nos anos de 2003 e 2004, criou o projeto “Corpo de Baile”, coletivo composto por bailarinos, performers, designers, atores e artistas visuais. Atualmente é diretor artístico da Verbo – Mostra de Performance Arte, plataforma anual de Performance Arte criada pela Vermelho (São Paulo), em 2005. É co-autor de “DAS: um olhar contemporâneo sobre um trabalho da Cia. Terceira Dança” (Annablume, 1995), e organizador de “Verbo – Mostra de Performance Arte” (Ed. Tijuana, 2015).

Setor Performance em 2019

Pela primeira vez, desde sua criação em 2015, o setor Performance contou apenas com obras de artistas representados por galerias que integram regularmente a SP-Arte, com o objetivo de ampliar a participação desse tipo de trabalho nos circuitos comercial e institucional das artes visuais. Viabilizada pelo Programa Municipal de Apoio a Projetos Culturais (ProMac), da Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura da Cidade de São Paulo, a primeira edição do Prêmio Aquisição SP-Arte doou a performance de Cristiano Lenhardt (Fortes D’Aloia & Gabriel), um dos integrantes do setor, à Pinacoteca do Estado.

Perfil SP‑Arte

Assine e fique por dentro dos principais acontecimentos do mundo da arte