sparte-edit-fotolivros_natal-ABRE
Lista

Livros sobre arte para presentear

Barbara Mastrobuono
10 dez 2020, 16h19

É sempre um desafio saber o que presentear àqueles que amamos no final do ano. Por sorte, as editoras brasileiras dedicadas às publicações de arte têm uma produção exímia, com livros de encher os olhos e fazer com que você possa levar um pedacinho das obras de seu artista preferido para casa. Aqui você encontra uma lista de livros disponíveis na SP-Arte 365 que farão a alegria daqueles que fazem a sua alegria o ano todo.

qfcm6ccih1

“100#fim” (2019)
Elaine Pessoa

A Fotô Editorial foi criada em 2016 pelos pelo curador Eder Chiodetto, a pesquisadora Fabiana Bruno e a artista visual Elaine Pessoa, tendo como objetivo a produção de livros de fotografia autoral e de reflexão acerca do estatuto da imagem contemporânea. Em 100#fim (2019), o leitor tem acesso a impressões em tamanho reduzido da coleção visual da artista, imagens que a inspiraram nos últimos anos em seus processos de criação. “Fotografias sem importância, valiosas para fazer sonhar”.

Disponível na Fotô Editorial

gox4k85eph

“O caos cotidiano nas transparências
da matéria” (2018)
André Calvão

O artista visual André Calvão tem como base de sua prática a pesquisa técnica, com a exploração do negativo fotográfico, que adquire semblante panorâmico ao ser apresentado sem cortes entre um fotograma e outro. Se utilizando uma impressora matricial, esse filme experimental foi impresso sobre papel carbonado contínuo. “A película do filme, neste momento, é rematerializada em papel carbono como um novo negativo. A imagem deste livro de artista é proveniente de um momento transitório entre o bairro do Ipiranga e a Av. Faria Lima, na capital de São Paulo.” O trabalho integra as coleções do Victoria and Albert Museum (Inglaterra) e do Instituto Moreira Salles (São Paulo).

Disponível na Lovely House Casa de Livros e Editora

9zbyxx6igp-2

“Maldicidade” (2019)
Miguel Rio Branco

Publicado por ocasião da exposição homônima ocorrida na Galeria Luisa Strina em 2019, Maldicidade reúne fotografias seminais de um dos maiores fotógrafos brasileiros, Miguel Rio Branco. Inicialmente um fotolivro publicado pela extinta CosacNaify em 2014, a edição revisada é acompanhada de novos textos e imagens até agora inéditas. São registros de cidades ao redor do mundo, dando forma à conjuntos narrativos que retratam a urbanidade em sua crueza, o “(…) corpo da chamada civilização ocidental que, tendo alcançado escala e poder inéditos na história do planeta, colapsa esmagada sob o próprio peso dos ideais que alimentou”, como descreve o curador Paulo Miyada.

Disponível na Taschen/Paisagem

l6j0fltsh1

“Anotações visuais” (2019)
Dalton Paula

A Familia Editions foca em criar publicações de importantes artistas brasileiros. O legal é que toda publicação é feita em conjunto com os artistas, configurando assim uma obra em si mesma. Em Anotações visuais, feito em conjunto com Dalton Paula, são reunidos os processos criativos do artista ao longo de dois anos, acompanhando criações específicas para a Bienal de São Paulo (2016) e a New Museum Triennial (2018). Entre os desenhos e aquarelas reproduzidos então retratos de Lima Barreto, encomendados por Lilia Schwarcz para a capa de seu livro “Lima Barreto – Triste visionário” (Companhia das Letras, 2017) e estudos para a série “Rota do tabaco”. A edição é limitada a 500 exemplares, dos quais 100 são edições especiais acompanhados de uma caixa feita à mão e desenhos exclusivos.

Disponível na Familia Editions

8lsfpg5h5m

“Hamlet” (2019)
Nuno Ramos

Em projeto que toma o texto clássico de William Shakespeare e o transforma em um livro fantasma, ecoando a fantasmagoria que impulsiona o enredo deste retrato de loucura e realeza, o artista, escritor e cenógrafo Nuno Ramos apaga todos os textos e ilustrações da obra matriz apresentando um livro composto apenas de rubricas. Nesta edição da Ubu, a obra de Ramos é acompanhada de uma edição do texto completo de “Hamlet” ilustrado por xilogravuras de Edward Craig, criadas por ocasião da edição de 1930 pela Cranach Press. Disponível em apenas 120 exemplares, numerados e assinados.

Disponível na Ubu


12

Barbara Mastrobuono é editora, tradutora e pesquisadora. Trabalhou em casas editoriais como Editora 34 e Cosac Naify, e atuou como coordenadora editorial da Pinacoteca de São Paulo. Entre os títulos que traduziu estão “Tunga, com texto de Catherine Lampert; “Poesia Viva”, de Paulo Bruscky, com texto de Antonio Sergio Bessa; e “Jogos para atores e não autores”, de Augusto Boal. Defendeu sua dissertação de mestrado pelo departamento de Teoria Literária da USP. Atualmente é editora-chefe da SP-Arte.

Perfil SP‑Arte

Assine e fique por dentro dos principais acontecimentos do mundo da arte