Moara Brasil

Brasil, 1983


Sobre

Moara Tupinambá é artivista visual, natural de Mairi Tupinambá. Seus ancestrais são nativos tapajowaras, da comunidade de Cucurunã e Boim. Radicada em São Paulo, é artista multiplataforma e utiliza: desenho, pintura, colagens, instalações, vídeo-entrevistas, fotografias, literatura, performances. Sua poética percorre cartografias da memória, identidade, ancestralidade, resistência indígena e pensamento anticolonial.

Participou, com Janaú, da Bienal "Nirin" em Sidney (curador Brook Andrew) com o vídeo da "Marcha das mulheres indígenas" (2019); do "Seminário de histórias indígenas do Masp" (2019); da Exposição “Agosto indígena” (São Paulo, 2019); da Teko Porã, na exposição coletiva “Re-antropofagia” com curadoria de Denilson Baniwa e Pedro Gradella em Niterói - Centro de Artes da UFF (2019).

Fonte: Nacional Trovoa.

Galeria

Perfil SP‑Arte

Assine e fique por dentro dos principais acontecimentos do mundo da arte