Gisele Camargo

Brasil, 1970


Sobre

Gisele Camargo é formada em pintura pela Escola de Belas Artes da UFRJ. Seu trabalho tem um caráter ambíguo, no qual as imagens minimalistas e fragmentadas mesclam elementos figurativos e abstratos, conformando uma estética misteriosa do imaginário. Em todo o seu processo é possível notar uma racionalidade arquitetônica que organiza os elementos compositivos a fim de uma figuração dos espaços, que se desdobra para além dos limites físicos das obras – seja em suas colagens “A construção dos minimundos” (2015), nas telas de “Noite americana” (2014) ou até mesmo na série mais recente de pinturas: “Brutos” (2016), em que os fragmentos fotográficos são revisitados e ganham volume expressivo.

Entre as exposições das quais participou estão as individuais "Erosões", na Central Galeria (São Paulo, 2019) e "Cápsulas e luas", no Paço Imperial (Rio de Janeiro, 2014); e as coletivas "Cruzamentos", no Wexner Center for the Arts (Columbus, EUA, 2014) e "Dez anos do Instituto Tomie Ohtake", no Instituto Tomie Ohtake (São Paulo, 2011).

Gisele Camargo foi reconhecida pelo Prêmio Arte Patrimônio pelo Iphan (2013), Prêmio Ibram de Arte Contemporânea (2011) e Prêmio Sim de Artes Visuais (2008).

Fonte: Central Galeria.


Galerias



Exposições