Claudia Jaguaribe

Brasil, 1955


Sobre

Formada em história da arte, artes plásticas e fotografia pela Boston University (EUA), participa de exposições nos principais museus e galerias do Brasil e no exterior desde 1990. Através da fotografia, a artista busca expandir os limites da linguagem e de seus modos de exibição, explorando não só as potencialidades de mídias digitais, mas também do formato livro. Claudia Jaguaribe desenvolve uma pesquisa que explora a ideia de perspectiva e ponto de vista não só no assunto escolhido ou na maneira de fazer – em "Entrevistas", por exemplo, série de fotografias produzidas a partir de conversas e visitas a casas de moradores de diversos bairros e classes sociais da cidade de São Paulo, onde são retratados junto às vistas de suas janelas –, mas também na maneira de exibir – em "No Jardim de Lina", sua mais recente exposição na Casa de Vidro, em que dispõe as fotografias que fez do jardim, impressas em superfícies translúcidas, à frente dos grandes vidros que separam o interior da casa ao seu exterior, compondo uma cena de imagens sobrepostas. Suas imagens não buscam a verossimilhança – suas cores e ângulos podem ser manipulados por programas de edição, por exemplo – e podem ganhar movimento no vídeo ou se materializar em instalações.

Seus trabalhos estão em diversos museus e coleções brasileiras e internacionais tais como Museu de Arte Moderna, São Paulo; Inhotim, Brumadinho; Itaú Cultural, São Paulo; Instituto Moreira Salles, Rio de Janeiro; Victoria and Albert Museum, Londres; Maison Européenne de la Photographie, Paris; Instituto Ítalo Latino Americano, Roma entre outros. No ano passado, apresentou a instalação "No Jardim de Lina", na Casa de Vidro, em São Paulo e neste ano participa da coletiva "O Rio dos Navegantes", no Museu de Arte do Rio (MAR), no Rio de Janeiro. Seu livro "Beijing Overshoot" foi selecionado pelo PHotoEspaña para concorrer ao Prêmio de Melhor Livro de Fotografia do Ano. Tem quinze livros publicados e reconhecidos pela singularidade da integração fotográfica e projeto gráfico. Em 2013 co-fundou a Editora Madalena, especializada em fotolivros e em 2018 fundou a Editora Tuí.

Fonte: Galeria Marcelo Guarnieri


Galerias



Exposições