Verbo anuncia artistas e performances de sua edição 2015

30 Apr 2015, 6:13 pm

A mostra de performances Verbo, que acontece de 16 de junho a 11 de julho na Galeria Vermelho, anuncia os artistas e performances que participam desta 11ª edição.

A Verbo 2015 contará com artistas de 11 países: Alemanha, Holanda, Argentina, Suíça, Coreia do Sul, Holanda, Espanha, Itália, Portugal, Dinamarca e Brasil. Além dos artistas selecionados na convocatória, a mostra apresentará também projetos de artistas convidados, como Ana Montenegro e Marco Paulo Rolla (Brasil), Caetano Dias (Brasil), Enrique Ježik (Argentina), Florentina Holzinger (Holanda), Goeun Bae (Coréia do Sul), Jacopo Miliani (Itália), Julio Falagán (Espanha), Lia Chaia (Brasil), Lilibeth Rasmussen (Dinamarca), Maurício Ianês (Brasil), Pipa (Brasil) e Rose Akras (Brasil).

A seleção dos projetos ficou a cargo de Marcos Gallon, diretor artístico da mostra, e da doutora em Dança e professora do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, Juliana Moraes. Ambos foram responsáveis pela curadoria da plataforma dedicada a performances na SP-Arte/2015.

Como já é de praxe na Verbo, o recorte curatorial da 11ª edição é dado a partir dos projetos recebidos para a seleção, e não a priori, como ocorre com a maior parte de exposições de arte.

Confira a lista completa dos artistas selecionados:

Alex Winter (Holanda) – projeto a definir
Camila Cañeque (Espanha) – “An Invitation to Violence”
Caio César (Brasil) – “Nega”
César Menegetti (Brasil) – “There is a future in our past”
Clara Saito (Suíça) – “The title is a drawing. The drawing is an undefined network.”
Cristina Elias (Brasil – Alemanha) – “One Minute Diary”
Daniel Beerstecher (Alemanha) – “Wie meinem vogel die Welt erkläre” e “The Conquest of Useless”
ERRO Grupo (Brasil) – projeto a definir
Estela Lapponi (Brasil) – “Antimusa”
Felipe Norkus (Brasil) – “Despeço”
Felipe Salem (Brasil) – “Dominação do mundo em um processo muito lento”
Fernando Audmouc (Brasil) – “Subexisto”
Francesca Leoni (Brasil – Itália) – projeto a definir
Jorge Soledar (Brasil) – “Roda”
Liv Schulman (Argentina) – “El Método Covensky”
Luiz Fernando Bueno (Brasil) – “Cruzeiro”
Márcia Beatriz (Brasil) – “Mundum” e “TRIP Paulista”
Maryah Monteiro (Brasil) – “Exposição da Pessoa”
Manoela Medeiros (Brasil) – “Lugar do Ar”
Marc Davi (Brasil) – projeto a definir
Márcio Carvalho (Portugal) – “Now – an impossible presence #2 ou Há Quanto Tempo foi”
No barraco da Constância tem! (Brasil) – “Piragem Etnográfica do Complexo”
Olyvia Victorya Bynum (Brasil) – “O Mito da Diversidade Étnica”
Renan Marcondes (Brasil) – “Formulações ao Insuporte”
Rodolfo Parigi (Brasil) – “Levitacíon – Uma Performance Escultórica”

 

Livro

Neste ano, a Galeria Vermelho lança o livro “Verbo” que resgata os 10 anos da mostra e traz textos críticos sobre a arte da performance, além de imagens de ações apresentadas nas 10 primeiras edições.