Encontro entre artes visuais e poesia norteia nova mostra de Deco Adjiman na Sé

3 Jun 2016, 4:20 pm

A partir de 04 de junho (sábado), a Sé apresenta eu,mesmo:outro, segunda exposição individual de Deco Adjiman no espaço e que tem curadoria de Galciani Neves.

Apresentando objetos de parede, esculturas e instalações, o artista segue sua pesquisa sobre inflexão da poesia com as artes visuais. Ele explora a atividade do tradutor, a linguagem e seus desdobramentos, que se materializam principalmente através de seu trabalho com a madeira.

Em pidgin, a partir de palavras-cruzadas, Adjiman reproduz o cruzamento original entre termos de origem africana, indígena e portuguesa, cuja mestiçagem incessante acabou por formar nossa língua brasileira.

No andar inferior da galeria estão outras “traduções” de poemas ou versos, como Poema do Beco, de Manuel Bandeira, e Um Lance de dados, de Mallarmé. Para elas o artista criou o verbo “inversar”, que designa, em suas palavras, “a atividade de criar na imaginação o reflexo de um verso e transportá-lo para outra língua ou linguagem”.

nosso mar será o tempo, este imenso lida com a memória e estimula o visitante a projetar suas lembranças e “armazená-las” em “garrafas de náufragos” espalhadas pela parede.

A mostra eu,mesmo:outro segue em cartaz na Sé até 06 de agosto. O endereço é Rua Roberto Simonsen 108, Centro Histórico, Sé. Confira mais detalhes nos perfis sociais da galeria.

SP‑Arte Profile

Subscribe and stay in touch with the main events in the world of art