Durante séculos, as grandes capitais europeias mantiveram a hegemonia das sedes dos grandes museus mundiais. Ainda hoje, os acervos mais importantes e as instituições mais visitadas se dividem entre Europa e Estados Unidos, como os tradicionalíssimos Louvre, Hermitage, British, Metropolitan e Prado. Mas se depender da ousadia e gigantismo dos novatos listados abaixo, uma nova ordem mundial pode estar prestes a começar. África, Ásia, Oriente Médio e América Latina já sediam alguns dos museus mais espetaculares da era contemporânea. Resta saber se a grandiosidade arquitetônica de suas construções não ofusca o lugar de destaque do acervo.

Veja a lista:


SP‑Arte Profile

Subscribe and stay in touch with the main events in the world of art