SP-Arte e Belas Artes anunciam performances selecionadas para o Festival

14.03.2017 – 9h30

Pelo terceiro ano, em parceria com o Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, a SP-Arte apresenta um setor dedicado exclusivamente a performances. Protagonizado, em 2015, por alunos recém-formados da Belas Artes, o projeto foi aberto para nomes de todo Brasil em sua segunda edição, em 2016. Neste ano, novamente foram escolhidos trabalhos de formados ou não em qualquer instituição de ensino, para apresentações ao longo de toda a SP-Arte/2017.

Os inscritos foram avaliados por uma comissão formada por Cauê Alves e Roberto Bertani, professor e coordenador da Belas Artes, respectivamente; Solange Farkas, curadora e diretora da Associação Cultural Videobrasil; Paula Garcia, artista; e Fernanda Feitosa, diretora e idealizadora da SP-Arte.

No total, foram inscritas aproximadamente 90 performances de diferentes estados do Brasil. Delas, as seguintes foram selecionadas para apresentações em todos os dias do evento:

Repetidamente repetente, de Erica Storer
Ratsrepus, de Fabiano Rodrigues
Entropia social/ Status quo/ O toque me convence que sou real, de Felipe Cidade
Tempo-revés, de Lucas Dupin
Gravidade existencial, de Helio Tafner
Psicografando Tunga, de Andressa Cantergiani
Burcas flutuantes, de Aline Tima

#sparte2017