Sobre

"Nas florestas, depois que os madeireiros derrubam as árvores eles fazem o ‘arraste’ das toras, que é seu deslocamento até um ponto de escoamento logístico. Recolhi partes de toras e galhos de árvores caídas pelas ruas da cidade ou em parques. Trabalhei esses troncos e interferi com vidro que, ainda fluido, se arrasta pela madeira para absorver a sua forma. Querendo dar nova vida a uma árvore em fim de ciclo, faço meu arraste particular. Cada escultura contém um sopro de vida afirmando a riqueza que é uma árvore, e do valor de mantê-las em pé.”

Mercedes Lachmann

Perfil SP–Arte

Crie seu perfil SP–Arte para receber nossas newsletters, criar suas coleções e ter uma experiência personalizada no nosso site