Visitas guiadas da 15ª SP-Arte reforçam os laços com o público

8 abr 2019, 13h18

Encontrar um fio condutor e conhecer histórias da arte não é tarefa simples durante a SP-Arte. Todos os tipos de público, de estudantes a jovens colecionadores, participaram intensamente do programa de visitas guiadas desta 15ª edição. Cerca de 500 visitantes conheceram os roteiros elaborados e conduzidos por nossos especialistas, configurando um painel diverso para mergulhar no Festival.

Saiba quais artistas que figuraram nestas visitas:

bianca leite

“Nos roteiros ‘Afro-contemporâneos I e II” eu foquei em artistas como Jaime Lauriano, com a performance ‘Bandeira Nacional’, Ayrson Heráclito (Portas Vilaseca) no setor Solo, e No Martins (Baró Galeria) com suas pinturas incríveis. Também passei pelas obras em metal do norte-americano Melvin Edwards (Alexander Gray) e incluí na mediação o livro lançado por Dalton Paula (Sé Galeria).”

paola fabres

“Entre os artistas modernos, passamos por Anitta Malfatti, Alfredo Volpi, Di Cavalcanti, Max Bill… Quando, nos roteiros, chegávamos ao momento contemporâneo, passamos por nomes como Richard Long, Jac Leirner, Henrique Oliveira e Bárbara Wagner. As obras de Anish Kapoor e a performance de Jorge Soledar fizeram sucesso entre a criançada.”

isabella lenzi

“Juntando os dois roteiros, passei por: Lorenzato, Aurelino, José Antônio da Silva, Chico Tabibuia e Conceição dos Bugres na Galeria Estação; Sonia Gomes, f.marques Penteado, Paloma Bosquê, Solange Pessoa e Patrícia Leite da Mendes Wood DM. Entre os estrangeiros, passamos por Dom Sylvester Houédard na Lisson Gallery, Hiroshi Sugimoto na Continua, Olafur Eliasson na Neugerriemschneider e também Carol Bove, Donald Judd, Dan Flavin e Richard Serra na David Zwirner.”

lIVIA DEBBANÉ

“No roteiro que ia do design moderno ao contemporâneo, foquei em marcenaria mostrando as peças de Joaquim Tenreiro na Apartamento 61 e na Passado Composto Século XX, e as vintage de Zanine Caldas na Loja Teo e as reedições na Etel. Visitamos também Hugo França, Gustavo Bittencourt e Lia Siqueira. Na intersecção com as artes visuais, passamos pelas joias de Burle Marx no estande de Rafael Moraes, os móveis de Geraldo de Barros na Passado Composto e na Artemobília, as cerâmicas da Paula Juchem e peças diferenciadas da ,Ovo, Estúdio Rain e Alva.”

 

Reveja os temas das visitas guiadas, oferecidas na 15ª edição.