SP-Arte e Belas Artes divulgam trabalhos premiados no setor Performance em 2016

12 mai 2016, 18h07

A SP-Arte e o Centro Universitário Belas Artes de São Paulo anunciaram os dois trabalhos premiados na segunda edição do setor Performance da Feira, realizada no último mês de abril. São eles: Como um jabuti matou uma onça e fez uma gaita de um de seus ossos, de Renan Marcondes, e Permanência para um encarnado, de Luanna Jimenes.

A performance de Marcondes apresenta a imagem de um corpo masculino subjulgado por um objeto: um sapato laranja cujo salto é uma estaca de 30 centímetros. Impossibilitado de ficar em pé e ocupar uma posição ereta, masculina e dominadora, esse corpo transita lentamente através de uma coreografia que condensa imagens referentes a uma objetificação da mulher.

O artista foi contemplado com dois meses de residência artística no Instituto Sacatar, localizado na Ilha de Itaparica, na Bahia. A instituição integra a Res Artis – The worldwide network of artist residencies e a Alliance of Artists Communities.

Por sua vez, a apresentação de Jimenes consiste na permanência da artista por longo período de tempo com seu traje de tecido preto, que cobre todo o corpo e o confunde com um objeto. A presença que sustenta o trabalho é a expansão da respiração, um expandir e recolher até limites extremos que alterna uma figura grande a outra pequena, próxima ao chão.

Como premiação, a performer recebeu uma bolsa de estudos de Pós-Graduação na Belas Artes.

O júri que responsável pelas escolhas foi composto por Cauê Alves, coordenador do curso de Artes Visuais da Belas Artes, Fernanda Feitosa, diretora da SP-Arte, e Augusto Albuquerque, do Instituto Sacatar.

 

Sobre o setor Performance

A segunda edição do projeto, voltado especialmente para investigar o papel do corpo na arte contemporânea, contou com performers escolhidos por meio de uma seleção aberta ao público, sob coordenação do Centro Universitário Belas Artes.

Parceria com o Centro Universitário Belas Artes, o projeto estimula a discussão das práticas da performance e seus processos de documentação. Confira fotos desses e de outros trabalhos apresentados aqui.

#sparte2016