Prêmio Marcantonio Vilaça chega à sua sétima edição

18 fev 2019, 18h34

O galerista Marcantonio Vilaça (1962–2000) foi uma das figuras responsáveis pela projeção internacional da arte contemporânea brasileira a partir dos anos 1980, ao promover a participação de artistas nacionais em bienais, feiras e museus no exterior.

Essa vocação é homenageada através do Prêmio Indústria Nacional Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas – iniciativa que busca incentivar a produção e exibição da arte contemporânea no país.

Em seis edições, ao longo de quinze anos, o Prêmio agraciou mais de trinta artistas de todas as regiões. Além de receberem uma bolsa de trabalho, os autores são acompanhados por um curador de arte durante um ano e têm suas obras catalogadas e apresentadas em exposições itinerantes. Entre eles, estão Thiago Rocha Pitta, Sara Ramo, Lucia Laguna, Henrique Oliveira, André Komatsu, Jonathas de Andrade, Virginia de Medeiros, Jaime Lauriano e Rochelle Costi. As inscrições para a premiação 2019-2020 estão abertas até 10 de março.

Paralelamente ao Prêmio, acontece também a quarta edição do Projeto Arte e Indústria, que visa homenagear artistas cujos processos de criação estão relacionados à produção industrial. Desta vez, o destaque será a carioca Anna Bella Geiger.

Assim como a SP-Arte, o Prêmio Marcantonio Vilaça comemora quinze anos de trajetória em 2019 e participará do Festival Internacional de Arte de São Paulo promovendo o trabalho dos artistas premiados em sua última edição. A SP-Arte acontece de 3 a 7 de abril, no Pavilhão da Bienal. Em breve, mais informações sobre a programação!

 

#sparte2019

#respirearte