Na Central Galeria, Mano Penalva reflete sobre aspectos formais e culturais de objetos pelo mundo

26 out 2016, 11h30

A Central Galeria abre em 26 de outubro (quarta-feira) sua primeira mostra individual de Mano Penalva. Balneário é composta por pinturas, esculturas e instalações, que enfocam a produção, circulação e usos de objetos pelo mundo.

Trabalhando como pesquisador, o artista baiano radicado em São Paulo percebeu usos distintos dos mesmos itens e palavras em diferentes culturas. Suas obras são criadas a partir de artigos encontrados e adquiridos na rua, mercados e em viagens.

Ao se apropriar de artigos que realçam a globalização, Penalva subverte valores e significados originais, criando novos universos de objetos, cores e palavras.

Parte da exposição é formada por espécies de bandeiras, que são construídas seguindo a orientação de cores, formas ou palavras presentes em sacolas de feira de diversas regiões.

Balneário fica na Central até 23 de dezembro. O endereço: Rua Mourato Coelho, 751, Vila Madalena. Saiba mais sobre a mostra no site da galeria.