Jacopo Crivelli Visconti será curador da 34ª Bienal de São Paulo em 2020

16 jan 2019, 16h50

O crítico e curador italiano radicado no Brasil Jacopo Crivelli Visconti foi anunciado hoje como curador da próxima Bienal de São Paulo. Na equipe curatorial da 34ª edição da mostra, que acontece entre setembro e dezembro de 2020, também figuram o curador do Instituto Tomie Ohtake Paulo Miyada e a artista visual Carla Zaccagnini.

De 2015 a 2018, Visconti atuou como curador na SP-Arte, implementando setores específicos, como o Open Plan e o Repertório. A colaboração do italiano na Feira reforçou o papel institucional que o evento adquiriu ao longo dos anos no cenário artístico brasileiro.

Na 11ª e 12ª SP-Arte, o italiano organizou duas grandes mostras de esculturas, instalações e site-specific que compuseram o Open Plan, primeiro setor a ocupar o terceiro andar do Pavilhão da Bienal durante o evento. Nas participações seguintes, com a criação do setor Repertório, o enfoque do curador se direcionou para um recorte histórico da arte. Foram mais de vinte galerias do Brasil e do mundo, entre elas Alexander Gray Associates, Marian Goodman Gallery, Galeria Jaqueline Martins e Sé.

Visconti já realizou mostras em instituições como Museum of Contemporary Arts (San Diego, EUA), Museo Tamayo (México), Padiglione D’Arte Contemporanea (Itália) e Pinacoteca do Estado de São Paulo (SP). Esteve à frente do pavilhão do Brasil na 52ª Bienal de Veneza (2007).

 

#respirearte