Galpão Fortes Vilaça recebe nova individual de Jac Leirner

25 nov 2015, 18h49

O Galpão Fortes Vilaça apresenta, a partir deste sábado (28), a exposição “Métrica mínima”, individual de Jac Leirner.

Ela exibe trabalhos inéditos criados com jogos de sudoku que resolveu e colecionou ao longo de meses. As obras se desenvolvem a partir do esforço em dar forma a processos abstratos como lógica, raciocínio e, em especial, a passagem do tempo.

Na série que dá título à mostra, a paulistana emprega estratégias da sua produção, como acúmulo e reordenação, além de alternâncias entre alta e baixa cultura.

As obras se assemelham a réguas, denotando seu interesse por medir o tempo. Pequenas variações na altura das telas acompanham o formato dos sudokus e, ao mesmo tempo, estabelecem uma noção de ritmo para os trabalhos.

As demais obras refletem o empenho de Leirner em esgotar as possibilidades plásticas desse material, utilizando bordas, restos e impressões resultantes da prática do sudoku. Em “Números”, por exemplo, ela faz monotipias com papel carbono, decalcando a resolução dos jogos para outra superfície.

“Métrica mínima” fica no Galpão Fortes Vilaça até 22 de janeiro. O endereço: Rua James Holland, 71, Barra Funda. Mais informações no site.