Galeria Nara Roesler abre mostra de videoartista britânico Isaac Julien

6 out 2014, 22h05

A galeria Nara Roesler abre nesta quinta-feira, dia 9, uma exposição do videoartista britânico Isaac Julien. A mostra, batizada “Playtime”, é uma crítica ao capital e sua relação com o mundo da arte e também com os indivíduos.

Ganhador de importantes prêmios — Prêmio Turner (2001), Prêmio MIT McDermott (2001), Bolsa Rockefeller de Humanidades (1995) e Prêmio da Semana da Crítica do Festival de Cannes (1991) —, Julien está entre os nomes mais conceituados da atualidade.

“Playtime” é um projeto ambicioso, que “acontece” em três regiões que sofreram com a crise econômica de 2008: Londres, Reykjavik e Dubai. A partir de seis personagens criados pelo artista, Julien explora o reflexo da crise com base em diferentes pontos de vista.

Os trabalhos de videoarte que compõem a mostra contam com a colaboração de renomados atores, a exemplo do que aconteceu em “Ten Thousand Waves”, de 2010, do qual participou James Franco, Maggie Cheung, Mercedes Cabral, Colin Salmon e Ingvar Eggert Sigurðsson.

Esta será a segunda vez que galeria Nara Roesler recebe uma mostra de Isaac Julien.