Filial paulistana da Galeria Bolsa de Arte apresenta obras de Eduardo Haesbaert

19 mai 2015, 17h27

A filial paulistana da Galeria Bolsa de Arte, de Porto Alegre, apresenta a partir de terça-feira (26) a exposição “Negro de Fumo”, na qual o gaúcho Eduardo Haesbaert expõe 25 obras, entre pastéis sobre tela e pastéis sobre papel, em sua maioria negros e brancos, além de uma gravura em metal.

Parte das obras tem grandes dimensões (2,66 x 2,85 metros), parte médias (50 x 50 cm e 30 x 30 cm). É a terceira individual do artista na galeria e a primeira na filial paulistana.

Reconhecido por seu trabalho como coordenador do Ateliê de Gravura da Fundação Iberê Camargo, Haesbaert foi assistente do próprio Iberê, trabalhando junto a ele na impressão de suas gravuras entre 1990 e 1994. Na série apresentada na Bolsa de Arte, contudo, na maior parte das obras o artista emprega outra técnica: ele usa suas próprias mãos – palmas e dedos – como instrumentos para espalhar o pigmento negro obtido com o pastel seco.

As imagens são compostas de ângulos, sombras e cores, buscam um diálogo com a arquitetura da galeria e subvertem a perspectiva espacial usual, a partir do negro que borra contornos e toma conta dos espaços.

No mesmo dia 26 de maio, a galeria abre também a exposição fotográfica de Leonardo Finotti, fotógrafo de arquitetura que apresenta obras do modernismo latino-americano.

“Negro de Fumo”, de Eduardo Haesbaert, fica em cartaz até o dia 25 de julho. Anote o endereço da Bolsa de Arte em São Paulo: Rua Mourato Coelho, 790, Vila Madalena. Para mais informações, acesse o site.