Destaque na Bienal de Veneza, Marco Maggi ganha individual na Galeria Nara Roesler

10 nov 2015, 16h41

O uruguaio Marco Maggi foi um dos artistas selecionados para a 56ª Bienal de Veneza – em cartaz até 22 de novembro – com uma mostra que cabe em uma mala pequena. Agora, em sua segunda individual na Galeria Nara Roesler de São Paulo, que abre neste sábado (14), apresenta um desdobramento do trabalho da Biennale.

O título, “Uma frase com três cantos”, alude ao duplo sentido que a palavra “canto” e faz menção à grande instalação de adesivos que Maggi apresenta. Nela estão os elementos característicos da pesquisa do artista, como pequenos recortes em papel.

A exposição é formada por vários painéis brancos e pretos de dimensões variadas, em que as estruturas recortadas nas cores primárias, em preto e em branco são aplicadas ora contrastando com o fundo, ora em monocromia.

Além dos quadros, há uma instalação com pequenos marcadores e sinais, em branco e nas cores primárias, colados na parede. “Stacking Quotes”, obra recorrente nas exposições de Maggi, também integra esta mostra.

“Uma frase com três cantos” fica em cartaz até 13 de fevereiro de 2016. O endereço: Avenida Europa, 655, Jardim Europa. Mais detalhes no site do espaço.