Dan Galeria destaca abstracionismo geométrico do argentino Cesar Paternosto

8 set 2015, 10h52

A Dan Galeria abre neste sábado (12) a mostra “O som do silêncio”, do argentino Cesar Paternosto. A individual reúne 16 pinturas e duas esculturas, criadas especialmente para a ocasião.

Paternosto iniciou sua carreira como pintor de abstracionismo geométrico no início dos anos 1960, escola europeia iniciada durante a Segunda Guerra em paralelo ao abstracionismo americano. Em 1967, ao mudar-se para Nova York, ele expande as fronteiras formais e teóricas da pintura, convertendo suas criações em objetos e deixando de lado a apreciação frontal da obra.

O conceito da visão oblíqua ou lateral surgiu em suas primeiras obras, nas quais a superfície das telas apresenta um plano único de cor aparentemente vazio, mas pleno de sutilezas.

Com curadoria de Flávio Cohn, da Dan Galeria, a coleção de trabalhos expostos enfatiza que para ver e compreender plenamente a obra do artista, é preciso deslocar-se para descobrir o que está oculto nas laterais.

“O som do silêncio” fica em cartaz até 12 de outubro. O endereço: Rua Estados Unidos, 1638, Jardim Paulista. Para mais informações, visite o site do espaço.