Conheça os artistas participantes dos setores curados na 15ª SP-Arte

7 mar 2019, 15h14

Em meio a vastidão de galerias e obras de arte que povoam o Pavilhão da Bienal durante os dias de SP-Arte, os núcleos especializados do Festival promovem encontros singulares com os artistas e suas produções poéticas.

Nesta 15ª SP-Arte, que acontece de 3 a 7 de abril, os setores Masters, Solo, Performance e o novato OpenSpace se destacam pela relevância dos projetos curatoriais, diversificando e fortalecendo o programa do Festival como um todo.

Para que você fique por dentro de todas as participações, reunimos aqui uma lista de quais artistas integram cada setor nesta edição.

É hora de preparar o seu roteiro de visita, está chegando!

#respirearte #sparte2019


setor masters

Debruçando-se sobre determinado recorte histórico, o setor – chamado anteriormente de Repertório – procura revelar importantes artistas que, por motivos diversos, ficaram fora dos holofotes, ou ainda realçar obras e detalhes de produções artísticas de grandes nomes da arte que passaram despercebidos. Em 2019, a curadoria do professor e crítico Tiago Mesquita vai dos anos 1950 aos 1980.

 

Analívia Cordeiro – Isabel Aninat (CHI)

Arthur Pereira – Galeria Estação

Carlos Fajardo – Marcelo Guarnieri

Carlos Zilio – Cassia Bonemy & Raquel Arnaud

Fernando Zarif – Luciano Brito

Lothar Charoux – Berenice Arvani

Lygia Pape – Almeida & Dale

Maria Leontina – Bergamin & Gomide

Ridyas – Central Galeria

Letícia Parente – Jaqueline Martins

Rubens Gerchman e Pedro Escosteguy – Galeria Superfície

Yamandú Canosa (URU) – Zielinsky Galería (ESP)


setor solo

O setor relaciona pesquisas artísticas através de pequenas mostras individuais, propondo novos olhares sobre estas produções. A curadora chilena Alexia Tala está à frente do projeto deste ano, que põe em xeque noções consolidadas sobre o continente latino-americano.

 

Alejandra Prieto (CHI) – Die Ecke (CHI)

Ayrson Heráclito – Portas Vilaseca

Feliciano Centurión (PAR) – Walden (ARG)

Fernando Bryce (PER) – Espaivisor (ESP)

Jorge de León (GUA) – Ultravioleta (GUA)

Luis González de Palma (GUA) – Galeria de Babel 

Manata Laudares – Sé Galeria

María Edwards (CHI) – Patricia Ready (CHI)

Nicole Franchy (PER) – IK Projects (PER)

Rafael Pagatini – Oá Galeria

Randolpho Lamonier – Periscópio

Sandra Vásquez de la Horra (CHI) – Bendana-Pinel (FRA)


setor performance

Na 15ª SP-Arte, as ações performáticas voltam a se espalhar pelo Pavilhão da Bienal. A curadoria de Marcos Gallon, diretor da mostra Verbo, reflete a diversidade de práticas que constituem o campo da performance.

 

avaf (assume vivid astro focus) – Casa Triângulo

Cadu – Galeria Vermelho

Cristiano Lenhardt – Fortes D’Aloia e Gabriel

Jaime Lauriano – Leme/AD

Jorge Soledar – Portas Vilaseca

Maria Noujaim – Jaqueline Martins


setor OpenSpace

O projeto estreante desta edição leva esculturas e instalações para o lado de fora do Pavilhão da Bienal, expandindo as atividades da Feira para seu entorno. A curadoria ficou a cargo de Cauê Alves, diretor do MuBE.

 

Amelia Toledo – Marcelo Guarnieri

André Komatsu – Galeria Vermelho

Claudia Jaguaribe – Casanova

Daniel Murgel & C. L. Salvaro – Ybakatu

Eduardo Navarro – Nara Roesler

Elisa Bracher – Raquel Arnaud

Hélio Oiticica – Arte 57

Janaína Mello Landini – Zipper Galeria

Kishio Suga (JAP) – Mendes Wood DM

Luciano Zanette – Verve Galeria

Luiz Hermano – Galeria Lume

Raul Mourão – Lurixs

Saint Clair Cemin – Bolsa de Arte

Wagner Malta Tavares – Marília Razuk

 

 

#respirearte