Carbono Galeria expõe reflexões sobre o corpo em nova mostra coletiva

20 set 2016, 11h40

A Carbono Galeria inaugura no dia 24 de setembro (sábado) a mostra coletiva Dublê de Corpo. Com curadoria da crítica de arte Ligia Canongia, a exposição reúne trabalhos que abordam os diferentes sentidos que a representação do corpo pode ter na arte contemporânea.

Os 16 artistas selecionados criaram obras em diversas linguagens e mídias, em peças que se desvinculam da ideia de nu artístico e da morfologia realista.

Os convidados são Adriana Barreto, Adriana Varejão, Brígida Baltar, Bruce Nauman, Cao Guimarães, Carlos Melo, Celina Portella, Ernesto Neto, Gustavo Rezende, Ivan Grilo, Jaques Faing, Lenora de Barros, Nazareth Pacheco, Tracey Emin e Waltercio Caldas.

E na ocasião da abertura, às 13h, Renan Marcondes apresenta a performance Como um jabuti matou uma onça e fez uma gaita de um de seus ossos, premiada na SP-Arte/2016, na vitrine da galeria. Utilizando um sapato laranja cujo salto é uma estaca de 30 centímetros, a apresentação levanta questões sobre identidade de gênero e objetificação da mulher.

Dublê de Corpo fica em cartaz até 18 de novembro na Carbono. O endereço é Rua Joaquim Antunes, 59, Jardim Paulistano. Mais informações no site da galeria.