Galeria Raquel Arnaud destaca novas individuais de Eduardo Sued e Julio Villani

7 jun 2016, 15h30

A Galeria Raquel Arnaud inaugura no dia 08 de junho (quarta-feira) duas novas mostras individuais: o veterano colorista Eduardo Sued destaca um conjunto de pinturas inéditas, enquanto Julio Villani traz obras que exploram a ideia de linha em formatos variados.

Aos 91 anos, Sued volta às telas de grande escala, com cerca de dois metros, após longo período de dedicação aos pequenos formatos. As novas pinturas foram realizadas a partir do ano passado.

Segundo o crítico Ronaldo Brito, que assina o texto da mostra, a paleta do artista carioca “transita entre negros profundos e vermelhos quase estridentes”. O uso apurado da cor e o rigor de suas composições geométricas evidenciam seu processo de trabalho, fundamentado em investigação e experiência.

 

Júlio Villani no segundo piso

Por sua vez, na mostra Estratégias Oblíquas, Villani apresenta pinturas, esculturas e desenhos produzidos de 2013 a 2016.

Os acrílicos sobre tela, de grande escala, revelam o apuro de sua geometria, mas são os desenhos que evidenciam a linguagem do artista, através de linhas verticais e diagonais que se equilibram no espaço. Em sequência, elas compõem variações sobre um mesmo tema.

A ideia de desequilíbrio permeia os trabalhos, de tal forma que a retirada de uma linha poderia levar ao desmoronamento de toda a estrutura.

 

Serviço

Tanto Eduardo Sued quanto Julio Villani seguem em cartaz na Galeria Raquel Arnaud até 06 de agosto. Anote o endereço: Rua Fidalga, 125, Vila Madalena. Você encontra mais informações no site do espaço.