Caixa Cultural São Paulo apresenta videoinstalações e imagens inéditas de Giselle Beiguelman

14 jul 2016, 11h10

A Caixa Cultural São Paulo abre em 16 de julho (sábado) a exposição Cinema Lascado, que faz um recorte dos últimos 10 anos de produção da artista e pesquisadora Giselle Beiguelman.

Com curadoria de Eder Chiodetto, a mostra é composta por videoinstalações, projeções e 22 imagens inéditas, resultantes de pesquisas sobre imagem digital, obsolescência tecnológica e paisagens urbanas decadentes.

Fazendo uso de softwares e aparatos eletrônicos de várias gerações, Beiguelman aborda a tecnologia no campo estético. São viagens por espaços que passam rapidamente pelos olhos e se fixam na memória, que discutem também o consumo desenfreado de tecnologia e a obsolescência programada.

Na obra que dá título a mostra, com uma câmera de vídeo, a artista captou paisagens urbanas devastadas, onde vias elevadas, como o Minhocão, em São Paulo, e a extinta Perimetral, no Rio de Janeiro, produzem fraturas sociais. Editando os vídeos gravados em HD através de antigos programas de animação de imagem hoje obsoletos, a artista cria peças que transitam entre e o hi e o low-tec.

Cinema Lascado segue na Caixa Cultural até 25 de setembro. O endereço é Praça da Sé, 111, Centro. Você encontra mais informações no site da instituição.