Balanço
2009


Em cinco dias de funcionamento, a 3ª edição da SP-Arte/Foto levou ao 9º andar do Shopping Iguatemi São Paulo cerca de 6 mil pessoas. A abertura, no dia 9, reuniu aproximadamente 900 convidados, entre artistas, colecionadores, galeristas e amantes da fotografia. Em 2008, foram pouco mais de 600 – um crescimento de quase 50%. Domingo, último dia do evento, foram contabilizados quase 1.500 visitantes circulando pelos corredores da Feira.

Mais de 50% das obras expostas foram vendidas, refletindo e reforçando a ascensão e a importância da fotografia dentro do mercado de arte.


programação

A edição da SP-Arte/Foto deste ano inaugurou um Ciclo de Encontros para discussão e reflexão sobre a produção fotográfica brasileira. Conversas informais com grandes nomes da fotografia e suas instituições. Durante a palestra de sábado, dia 12, Jean-Luc Monterosso, diretor da Maison Européenne de la Photographie, destacou a relevância da SP-Arte/Foto, equiparando-a às mais importantes feiras internacionais de fotografia. Em sua apresentação, Monterosso elogiou o trabalho de vários fotógrafos brasileiros como Thiago Rocha Pitta, Vicente de Mello, Kátia Maciel, Chris Bierrenbach, entre diversos outros.

Em visita ao estúdio de Claudia Jaguaribe, Jean-Luc Monterosso convidou a fotógrafa brasileira para participar de uma exposição em Paris, em 2010.

Além do ciclo de palestras, a terceira edição da SP-Arte/Foto contou com lançamento e tarde de autógrafos de livros de vários artistas. Sábado, estavam reunidos em uma mesma mesa, Claudia Jaguaribe, Iatã Cannabrava, Roberto Linsker, Vânia Toledo e Walter Firmo. No domingo, foi a vez de Cláudia Andujar e Ivan Cardoso autografarem seus livros.


destaques

Comentário da galerista Bonni Benrubi, da galeria homônima de NY – uma das top 10 galerias de foto dos Estados Unidos, participante ha 14 anos do Paris Photo.: “A SP-Arte/Foto me lembra o Paris Photo em sua melhor forma”

Mario Cohen, da Pequena Galeria 18, destacou o grande interesse por parte de um público jovem: “A SP-Arte/Foto colabora para a formação de um jovem público colecionador de fotografia”

“Para galerias novas como a nossa, sem dúvida a entrada no circuito é fundamental e isso só é possível participando de eventos como a SP-Arte”, ressaltou Juliana Freire, da Galeria Emma Thomas.

Primeira vídeo-instalação da SP-Arte/Foto, a obra de Eder Santos foi vendida na noite de abertura da Feira, pela Luciana Brito Galeria.

Todas as obras de Bruno Veiga, expostas na Galeria Bergamin foram adquiridas por colecionadores. Jones Bergamin considera que o mercado hoje está mais maduro e que a fotografia já consolidou seu status de obra de arte: “Os  colecionadores têm buscado a fotografia como investimento e essa procura vem aumentando cerca de 20% a cada ano.”

“O público desse ano está mais maduro e isso é um ótimo sinal. No Brasil, ainda falta a cultura da fotografia e a Feira colabora para o processo de formação do público que vê a foto como arte” comentou Pablo di Giulio, da FASS.

Na Galeria Nara Roesler, todos os sete artistas expostos tiveram seus trabalhos vendidos. O painel Luz Natural, de Eduardo Coimbra (peça única), foi vendido nos primeiros minutos após a abertura da Feira e foi procurado depois por mais 10 colecionadores.

Numa demonstração de total integração, vários participantes do SP Photo Fest – Festival Internacional de Fotografia de São Paulo prestigiaram a SP-Arte/Foto.