Representação e autorrepresentação na era dos dispositivos são temas do festival Paraty em Foco

21 Sep 2015, 6:03 pm

O Paraty em Foco Festival Internacional de Fotografia promove há 10 anos discussões contemporâneas acerca da imagem. Em sua 11a edição, coordenada por Iatã Canabrava e com início nesta quarta-feira (23), o evento propõe um debate sobre a representação e a autorrepresentação na era dos dispositivos eletrônicos.

Entre os convidados estão o fotógrafo finlandês Arno Rafael Minkkinen – recente ganhador de bolsa do Guggenheim –, o francês Antoine D’Agata – conhecido por retratar a decadência humana com doses de sexo, drogas e escuridão em séries como “Anticorps” – e o brasileiro Christian Cravo – que traz reflexões sobre sua experiência familiar no processo de criação.

Além de grandes fotógrafos, o Paraty em Foco recebe curadores como o espanhol Horacio Fernandes, o argentino Rodrigo Alonso, o mexicano Francisco Matas Rosa e o brasileiro Agnaldo Farias, que dão corpo teórico às discussões sobre representação e trazem reflexões de pensadores da imagem.

 

Workshops, exposições e programação

Os fotolivros – forte tendência do mercado e tema de debates e lançamentos na SP-Arte/Foto/2015 – são destaque em uma oficina ministrada pelo autor australiano Max Pam. Ele e seu filho Jack, especialista em edições artesanais, irão auxiliar os participantes na produção de suas próprias publicações.

Ao todo serão ministrados 20 workshops neste Paraty em Foco.

Também acontecem ocupações e projeções por todo o Centro Histórico da cidade, lançamentos, conversas e encontros informais, além de escambos fotográficos, um programa de formação para moradores da cidade e outras atividades.

 

Serviço

O festival segue até domingo (27) e as entrevistas e mesas de debates têm entrada gratuita. O endereço: Praça da Matriz, s/n˚, no Centro Histórico de Paraty. As exposições e projeções também são livres. Já os workshops têm informações sobre valores no site: paratyemfoco.com.