Nova instalação de Edith Derdyk ocupa espaço expositivo da Galeria Mezanino

24 Nov 2016, 10:25 am

A Galeria Mezanino apresenta a partir de 26 de novembro (sábado) a instalação Dos Caminhos que se Bifurcam, da artista plástica Edith Derdyk.

Composta por cerca de 60 mil metros de linhas brancas de algodão e milhares de pregos enferrujados, alfinetes dourados e pedaços de carvão, sua montagem teve início com uma ação coreográfica de Derdyk junto às performers Luanna Jimenes e Melina Furquim.

No trabalho, as linhas se entrecruzam pela superfície da parede entre os pregos e são estendidas de parede a parede, aproveitando o pé direito alto do espaço expositivo. Essa trama gera uma espécie de névoa e distintas sensações de temporalidade.

A imagem que inspira a obra vem do conto O jardim das veredas que se bifurcam, de Jorge Luis Borges, e também da mitologia grega das Moiras – as três irmãs que determinavam o destino de deuses e seres humanos, responsáveis por fabricar, tecer e cortar o que seria o fio da vida de todos os indivíduos.

Com texto crítico do poeta Arturo Gamero, a mostra fica em cartaz até 20 de dezembro. Paralelamente, acontece uma coletiva de pequenos formatos do acervo da Mezanino. O endereço: Rua Cunha Gago, 208. Saiba mais no site da galeria.