Galerias e mostras de arte brasileira ganham destaque na semana da Art Basel, em Miami

30 Nov 2016, 10:50 am

Nos Estados Unidos, Miami concentra algumas das melhores atrações do ano para amantes de arte. Na primeira semana de dezembro, a cidade recebe visitantes, colecionadores, artistas e curadores para aberturas de exposições e eventos especiais – alguns deles contam com marcante presença brasileira.

Os encontros se dão em torno da 15ª edição da Art Basel Miami Beach, entre os dias 1º e 4. As principais galerias do mundo – como White Cube e David Zwirner, que integram o elenco da SP-Arte – comparecem à feira.

Entre as mais de 285 galerias de 29 países, 16 são brasileiras – cinco a mais do que na edição passada. A Gentil Carioca, Bergamin & Gomide, Casa Triângulo, Luciana Brito, Dan Galeria, Fortes D’Aloia & Gabriel, Nara Roesler, Luisa Strina, Mendes Wood DM, Millan e Vermelho estão no setor principal. A seção Nova, em que espaços mais jovens apresentam trabalhos de artistas contemporâneos, recebe as galerias Leme, Silvia Cintra + Box 4 e Anita Schwartz. Em Positions, que apresenta individuais, a galeria Marilia Razuk mostra uma instalação de Ana Luiza Dias Batista, enquanto em Survey, ala do evento com recorte cronológico, a Simões de Assis Galeria exibe obras do uruguaio Carmelo Arden Quin.

 

Brasil na programação paralela

A arte brasileira é o foco da exposição New Shamans/Novos Xamãs: Brazilian Artists, em cartaz no espaço da Rubell Family Collection. Efeito direto da visita do casal de colecionadores Mera e Don Rubell a São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais em 2015, a convite da SP-Arte – que os recebeu durante o ciclo de palestras Talks –, a mostra destaca trabalhos de 12 artistas de nosso país, como Sonia Gomes, Daniel Steegmann Mangrané e Erika Verzutti.

Toda Percepción es una Interpretación: You Are Part of It, na CIFO – Cisneros Fontanals Art Foundation, apresenta itens da coleção de Ella Fontanals-Cisneros – convidada da série Talks na SP-Arte/2016. Os brasileiros Paulo Bruscky, Iran do Espírito Santo e Hélio Oiticica, além de uma recriação da instalação ambiental Wrinkle, da argentina Liliana Porter, são destaques da exposição.

Por fim, o celebrado fotógrafo Miguel Rio Branco tem trabalhos expostos na individual Mecánique des femmes, em cartaz na Clima Art Gallery. Estão em foco obras centradas no feminino de forma poética, entre filmes, aquarelas e fotografias sobrepostas, além dos trípticos e dípticos que são marcas de Rio Branco.