Design e inspirações, por Hugo França

18 Mar 2016, 12:32 pm

O novo setor da SP-Arte, dedicado ao Design, vai delinear uma história do mobiliário brasileiro, exibindo desde as primeiras peças criadas no país até produções do design moderno.

Ao todo, serão 23 galerias que exibirão mobiliários, luminárias e antiquários. O Atelier Hugo França é um desses nomes e apresenta algumas de suas “esculturas mobiliárias”, peças que nascem de um diálogo criativo com a matéria-prima: a árvore.

Nesta breve entrevista, convidamos o designer a falar um pouco sobre seu trabalho e a explorar suas referências e inspirações. Confira!

 


SP-Arte: O que o design representa para você?

Hugo França: Como profissional desse segmento, é o meio de expressão que me permite materializar objetos que carregam conceitos ambientais e artísticos, aliados a uma funcionalidade.

SP-Arte: Propomos um desafio: você conseguiria definir seu trabalho em três imagens? Valem inspirações, objetos, criações de outros artistas, mas nada elaborado por você.

HF: A Mata Atlântica, com a qual convivi, enquanto morei em Trancoso, e de onde aprendi que nós dependemos dos recursos da natureza, portanto devemos usá-los com responsabilidade. Meu trabalho é fruto desta floresta tropical, umas das mais importantes do mundo.

O desmatamento, sobretudo o que vi acontecer na Mata Atlântica, me despertou para o entendimento de que resíduos florestais são recursos naturais nobres e devem ser aproveitados. Precisamos ter um compromisso com o meio ambiente.

E George Nakashima, que admiro pela relação muito singular que tinha com a madeira, sua delicadeza e maestria, que resultava em obras que incorporavam as formas naturais da matéria-prima ao desenho geométrico, reto, da marcenaria tradicional.

 

Anote: a SP-Arte/2016 acontece de 07 a 10 de abril no Pavilhão da Bienal, no Parque do Ibirapuera. Saiba mais sobre o setor dedicado ao Design aqui e acompanhe as novidades no Facebook, Twitter e Instagram!

#sparte2016