Cinco minutos com galerias brasileiras que estreiam na SP-Arte/2015

3 Apr 2015, 3:57 pm

Para sua 11ª edição, a SP-Arte continua a expandir suas fronteiras. Das 140 galerias participantes em 2015, muitas estrangeiras vêm ao Brasil pela primeira vez, e alguns espaços nacionais fazem sua estreia na maior e mais importante feira de arte da América Latina.

Neste ano, abrimos espaço em nosso site para que essas galerias estreantes apresentem seus artistas, obras de destaque em seus stands e o que esperam da SP-Arte/2015.

Conversamos com quatro brasileiras: Roberto Alban Galeria, que marca presença nos setores Geral e Solo da feira; Blau Projects, no setor Showcase; Ricardo Camargo Galeria, no Geral; e Galeria Superfície, também no Showcase.

Confira!

SP-Arte: Quais artistas você apresentará em seu stand?

Cristina Alban: A Roberto Alban Galeria estará presente em dois stands. O B3, com a individual “Clube do Trabalhador”, do artista Gustavo Speridião, com curadoria de Guilherme Bueno, e o Stand SL9, com o artista Almandrade, selecionado para desenvolver um solo project  pelo curador Rodrigo Moura em projeto especial da SP-Arte/2015.

Juliana Blau: Apresentaremos os artistas Marcone Moreira, Renata Cruz e Vítor Mizael. Moreira estará com uma exposição individual no Instituto Tomie Ohtake até 10 de maio.

Juliana Camargo: Traremos artistas como Anita Malfatti, José Pancetti, Ismael Nery, Frans Krajcberg e Claudio Tozzi, mas nosso destaque será, sem dúvidas, a parte do stand com o pré-lançamento do Wesley Duke Lee Art Institute, com foco total nesse importante artista. Teremos obras do Wesley de diferentes fases e períodos, levando sua “Cartografia Anímica” e até mesmo a máscara que ele recebeu como 1º Prêmio na Bienal de Tóquio (1965), além de alguns itens pessoais do artista.

Daniele Dal Col: A Galeria Superfície apresenta obras de Gustavo Speridião, Marcelo Brodsky e Mira Schendel. Nosso destaque vai para Brodsky, a fotografia “Rezo com mis piés” foi vendida na última Paris Photo para uma importante coleção Americana. E de Speridião, trazemos a obra que esteve na última Bienal de Lyon, França.

 

SP-Arte: Quais as suas expectativas para a SP-Arte/2015?

CA: Pensamos a SP-Arte como um momento institucional de consolidação do trabalho de nossos artistas e de visibilidade da nossa proposta como galeria junto a curadores, colecionadores, artistas, imprensa, galeristas e ao público em geral. As expectativas são as melhores possíveis, pois é um momento internacional da arte brasileira que já está consolidado, o que pode ser observado através da ampla participação e interesse das mais importantes galerias do mundo.

JB: As expectativas são altas em relação à formação de novos contatos e vendas.

JC: Esperamos aproveitar a SP-Arte para mostrar a seriedade e variedade do nosso trabalho, e levar para conhecimento público o mais novo projeto do Wesley Duke Lee Art Institute.

DDC: Temos boas expectativas, estamos levando obras muito boas de nossos três artistas, e estamos curiosos para ver como o mercado se comportará.

 

SP-Arte: Você apresentará artistas que não foram expostos no Brasil anteriormente?

CA: Não. Porém não posso deixar citar a exposição do Almandrade como um momento especial de resgate do poema visual no Brasil, documentos, arte postal, livros de artista, poema processo, peças que nunca foram reunidas em uma exposição. Já para o Gustavo Speridião levamos uma proposta de ateliê toda pensada para o espaço SP-Arte/2015.

JB: O Vítor Mizael já exibiu uma mostra individual na galeria, mas esta é sua primeira vez em feiras no Brasil.

JC: Não, mas sem dúvida traremos um novo olhar na forma de apresentar o Wesley Duke Lee.

DDC: Não, nossos artistas já tiveram exibições anteriores pelo país.

 

SP-Arte: De quais outras feiras a galeria participa em 2015?

CA: Participaremos da ArtRio 2015.

JB: Participaremos da ArtLondon em maio.

JC: Neste momento estamos canalizando nosso foco para a SP-Arte e para o futuro lançamento oficial do Instituto.

DDC: Apenas a SP-Arte. A galeria é ainda muito jovem, completaremos um ano abertos em abril de 2015.

 

Confira imagens de trabalhos destas e de outras galerias no Flickr da SP-Arte!

#sparte2015