Na Galeria Superfície, Yasmin Guimarães reflete sobre a prática da pintura e seus desdobramentos

20 Jul 2016, 9:35 am

A partir do dia 21 de julho (quinta-feira), a Galeria Superfície apresenta reticências, individual de Yasmin Guimarães.

A mostra enfoca o processo de pensamento da artista sobre o fazer da pintura e possíveis desdobramentos. Tendo começado sua pesquisa no campo da fotografia conceitual e na experiência com objetos instalativos, ela procurou o escalonamento do espaço e a eliminação da perspectiva. Em seguida, continuou seu raciocínio em telas e criou paisagens com manchas.

A exposição na Superfície destaca telas em sua maioria abstratas, que, a fim de criar uma paisagem imaginária, reúnem manchas e pontos em tons pastel.

Além de exibir o material cru da tela em alguns trabalhos, Guimarães explora também o voile como suporte sobre o chassi (moldura que estica o pano e geralmente é oculta atrás da tela). Pela transparência, esse tecido não somente explicita a estrutura da tela, como também passa a revelar o que há além dela. Em pinturas sem tinta, com papeis de seda e voile, ela cria campos de cores disformes e sutis e enfatiza a tela nua como tema central da mostra.

reticências permanece em cartaz até 20 de agosto no seguinte endereço: Rua Oscar Freire, 240, Jardins. Saiba mais no site da galeria.